Bernardo Biangaman, de apenas três anos de idade, recentemente mobilizou vários internautas enquanto buscava ajuda para conseguir realizar o tratamento de uma Leucemia reincidente, entretanto, na última sexta-feira, dia 8 de março, o garoto acabou não resistindo ao transplante e depois de algumas complicações em decorrência da cirurgia acabou falecendo.

A família de Bernardo diz que o garoto cumpriu o seu papel e conseguiu unir a todos em uma corrente de boas ações.

Família se uniu a amigos e internautas através das redes sociais para ajudar Bernardo

Bernardo ficou famoso após sua família, de Santos, no litoral de São Paulo, iniciar uma campanha através das redes sociais para angariar fundos para poder importar o medicamento usado no tratamento da doença, já que ele precisava tomar um medicamento que custava em torno de R$ 327 mil e assim poder se preparar para realizar um transplante.

Caso o uso desse medicamento não pudesse ser feito, os riscos da cirurgia de transplante matar Bernardo eram muito maiores.

No último mês de janeiro, o garoto conseguiu fazer a sua segunda cirurgia para transplantar medula, onde foi utilizado o sangue de cordão umbilical. Ele estava internado desde a cirurgia com reações pós-transplante, pois o garoto acabou contraindo uma grave infecção, e precisou ser internado na UTI do hospital São Camilo na tentativa de conter essa infecção.

Apesar de tudo o que fizeram, e de todos os que ajudaram doando sangue e arcando com o custo do tratamento do menino, os seus familiares relataram que ele acabou tendo complicações no pulmão, que acabaram afetando a circulação de oxigênio no seu corpo. Quando a notícia de que Bernardo faleceu foi divulgada, todos que acompanharam a sua história ficaram muito comovidos.

Bruna Biangaman, tia de Bernardo, publicou uma linda mensagem para o garoto em suas redes sociais. Nela a tia diz que o céu recebeu o bem mais precioso de sua família, que ele era um sobrinho maravilhoso, um neto incrível e um filho sensacional, ela também disse que deseja que agora tudo que ele não podia fazer na Terra ele faça no céu, como correr, brincar e pular com os anjos.

Ela disse ainda que a ida de Bernardo sempre vai doer em seus corações e que a saudade vai apertar e durará para sempre, porém todo o sofrimento pelo o qual ele estava passando finalmente acabou. Ela se referiu ao pequeno como um sinônimo de amor, que pode unir muitas pessoas, e que a missão que ele tinha aqui foi cumprida. Ela termina o texto dedicado a Bernardo dizendo que irá amá-lo para sempre.

Siga a página Maternidade
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!