O senador Jorge Kajuru (PSB-GO) fez declarações a respeito do ministro Gilmar Mendes com conteúdo acusatório. Isso ocorreu no dia em que foi requerido no Senado um pedido para que fosse criada a CPI da Lava Toga. O senador afirmou em entrevista que Mendes seria o primeiro a ser questionado na CPI. O ministro do Supremo teria pedido ao presidente da Corte, Dias Toffoli, para que medidas fossem tomadas a respeito da declaração do senador. O objetivo da CPI é uma investigação que seria contra o ativismo judicial, a decisão da criação da comissão será do presidente do Senado Davi Alcolumbre (DEM).

Kajuru diz que Mendes vende sentenças

O pedido que foi enviado para o ministro Dias Toffoli relata o conteúdo da entrevista que teria sido concedida por Jorge Kajuru, no último domingo (17), onde foram transcritas as palavras exatas ditas pelo senador. Kajuru teria acusado o ministro Gilmar Mendes de vender sentenças, e, questionando como teria ocorrido a obtenção do patrimônio adquirido por Mendes, ironizou, perguntando se teria sido através de prêmios de jogos ou outros fatores como herança.

Ainda em tom ofensivo, Kajuru acusa o ministro de ter vendido sentenças, enfatizando que esse patrimônio seria advento dessas vendas. Em seu pedido ao ministro Toffoli, Gilmar pondera que as palavras declaradas pelo senador foram de teor ofensivo e é neessário que sejam tomadas medidas a respeito.

Em outra acusação, o senador Kajuru ainda afirma que o ministro Gimar Mendes teria tentando tirar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva da cadeia, onde está desde o dia 7 de abril de 2018, e que, mesmo que ele esteja em condição de relator, presidente ou mesmo da Comissão da CPI da Lava Toga, ele próprio deveria ser o primeiro a ser investigado por suas atitudes.

Acrescentou que, após o ministro do Supremo, outros deveriam ser investigados.

O senador Kajuru teria comentado também que os brasileiros agora possuem um grande poder nas redes sociais e deveriam ir às ruas. Para isso, pede que o povo esteja ativo nas redes sociais quando tiver início a CPI da Lava Toga, já que ficaria responsável por avisar aos internautas e não barraria a presença do povo no plenário, durante a CPI.

O pedido de Gilmar a respeito das declarações dadas do senador Kajuru, ocorre junto com a outros ataques feitos aos ministros do STF. O ministro Toffoli teria aberto um inquérito com objetivo de coletar as ameaças e notícias de teor falso que possam ofender os associados ao tribunal.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!