Nesta última segunda-feira (15), um caso inusitado chamou a atenção da PolíciA Civil de Maceió, em Alagoas, ganhando assim uma grande repercussão nos meios de comunicação do país e culminando com a prisão de um suspeito.

A fim de realizar roubos, um suspeito, de 29 anos de idade, utilizou nada mais nada menos que uma batata-doce para produzir uma espécie de simulacro, com o principal intuito de aterrorizar suas vítimas e subtrair assim os bens das mesmas durante suas ações.

Suspeito é flagrado com 'arma' feita com batata-doce

O protagonista do caso, que não teve sua identidade revelada pela Polícia, acabou sendo detido e encaminhado pelas autoridades para a Central de Flagrantes I, no bairro do Farol, em Maceió. Ele foi autuado por tentativa de roubo, após ser flagrado com uma arma falsa produzida pelo mesmo a partir de uma batata-doce.

Publicidade

Homem intimidava vítimas com 'arma de batata-doce'

O objeto utilizado para assustar vítimas em Maceió não se tratava de uma arma de fogo como as utilizadas por "assaltantes convencionais". O objeto usado como arma pelo suspeito em questão na verdade era apenas uma batata-doce. O alimento estava embrulhado com um pedaço de plástico na cor preta.

A fim de subtrair os bens daqueles que abordava nas ruas de Maceió, o suspeito conseguiu conduzir uma de suas vítimas até local de mata, onde a mesma foi agredida com um pedaço de barra de ferro.

No entanto, enquanta era agredida pelo assaltante, a mulher notou que o criminoso não estava munido de uma arma de verdade e assim reagiu à tentativa de roubo.

Durante uma entrevista cedida à TV Pajuçara, afiliada da Record TV em Maceió, a vítima declarou que em dado momento da ação onde era agredido pelo criminoso conseguiu olhar para a suposta "arma de fogo" que o assaltante ostentava e, mesmo enquanto apanhava, passou a desconfiar da arma e criar coragem para reagir.

Decidido a encarar o assaltante, a vítima imobilizou-o e passou a arrastá-lo, aplicando um golpe conhecido como "chave de braço" no criminoso.

Publicidade

Com o assaltante rendido, ela passou então a pedir ajuda a populares que transitavam pela pista que beirava a área de mata onde se encontravam.

Com a ajuda de quem passava pelo local, a polícia foi acionada e o suspeito foi rendido e encaminhado a uma unidade de saúde. Lá, o mesmo recebeu atendimento médico e em seguida foi levado até a Central de Flagrantes I, no bairro Farol, onde foi apresentado como sento o autor da tentativa de roubo. Ao prestar depoimento e ser indagado pelas autoridades locais, o suspeito optou por não responder às perguntas e se manter em silêncio.