O jogador de Futebol José Rafael Vivian, chamado simplesmente de Zé Rafael, chegou à Sociedade Esportiva Palmeiras em novembro de 2018, vindo do Esporte Clube Bahia. Desde então, o meia-atacante teve poucas oportunidades, disputando apenas algumas partidas pelo Campeonato Paulista de 2019.

Na semifinal contra o arquirrival São Paulo FC, entrou bem no segundo tempo, mas o jogo foi marcado pelo pênalti perdido que culminou na eliminação do clube do estadual, cuja taça o Verdão não levanta há 11 anos. O último título paulista do alviverde foi em 2008, com Vanderlei Luxemburgo no comando.

Publicidade

Zé Rafael ganha confiança de Felipão

O meia-atacante, recém-contratado junto ao Bahia, foi alvo de duras críticas depois de perder o pênalti decisivo em partida que eliminou o Palmeiras do Campeonato Paulista. Mesmo assim, o técnico Luís Felipe Scolari, o Felipão, deu confiança ao jogador, pois ele não poderia ser crucificado por causa de apenas um lance.

Ele foi escalado na vaga de Ricardo Goulart para jogar contra o Junior Barranquilla e correspondeu às expectativas dos companheiros de equipe, que venceram os colombianos por 3 a 0, e do treinador que não poupou elogios ao jogador e explicou o motivo de tê-lo escalado.

Segundo Felipão, o time colombiano "tinha um lateral direito que passava bastante" e possibilitava a passagem de Zé Rafael por aquele lado. O jogador teve chance de começar seu primeiro jogo após a eliminação no jogo contra o São Paulo. "Preciso resgatar meu jogador", destacou Felipão, dando a entender que a boa performance do atleta na partida também é responsabilidade do técnico.

Bruno Henrique comenta o desempenho do colega

O volante Bruno Henrique, que também passou por uma fase ruim logo quando chegou ao clube da capital paulista em 2017 e conseguiu dar a volta por cima, tornando-se uma das peças-chave na conquista do Campeonato Brasileiro de 2018, reconheceu a rápida reação do jovem meia-atacante.

Publicidade

"É natural que todo jogador, quando erra pênalti, sente uma cobrança", afirmou.

Bruno ainda afirmou a convicção de que o colega de equipe terá novas oportunidades para demonstrar seu bom futebol, tendo em vista a intenção de Scolari de fazer rodízio no elenco para a disputa das variadas competições ainda este ano como o Brasileirão e a Copa do Brasil. "Como tem vários jogadores que terão oportunidade no ano todo, como o Felipão sempre fez com o nosso grupo desde que chegou, e os jogadores estão correspondendo", disse o volante.

O Palmeiras somente voltará a campo no próximo dia 25, no Peru, contra o Melgar, pela Libertadores, e até lá os torcedores ficarão sem ver o time jogar por um bom tempo.