Foi enterrado na manhã desta segunda-feira (22) o menino Leandro dos Santos, de apenas 5 anos, no cemitério da Vila Formosa, na zona leste de São Paulo. Ele e sua mãe, Thayana dos Santos Silva, de 25 anos, foram atropelados no último sábado (20), por volta às 19h, durante uma perseguição policial na rua Bela Vista do Sul, na região do Aricanduva.

Publicidade
Publicidade

Eles voltavam para casa após vistarem a avó de Thayana.

O corpo do garoto também foi velado no local. A mãe do menino continua internada e passou por uma cirurgia e está em estado grave no Hospital Santa Marcelina, que fica também na zona leste de São Paulo.

Conheça o caso

O caso aconteceu nesse último sábado (20), quando começou uma perseguição policial logo depois um assalto em uma padaria que fica na rua Miguel Bastos Soares. Essa mesma padaria fica a 500 metros onde aconteceu a tragédia que vitimou o garoto.

Menino é enterrado nessa segunda vitima de atropelamento nesse sábado (20) .(Arquivo Pessoal
Menino é enterrado nessa segunda vitima de atropelamento nesse sábado (20) .(Arquivo Pessoal

Por volta das 19h, os criminosos entraram todos armados com pistolas e um fuzil na padaria, eles estavam com um Fiat Strada com a cor branca. A policia militar foi chamada e começou uma perseguição. Os bandidos estavam dirigindo com muita velocidade pois estavam sendo perseguido pela viatura da PM.

Leandro dos Santos e sua mãe estavam numa esquina desta rua e foram atropelados por um dos carros. Os moradores da região não souberam dizer se foi os carros dos criminosos ou o carro dos policiais que atropelou os dois.

Publicidade

O motorista que dirigia uma viatura policial perdeu o controle e bateu no poste. Os bandidos fugiram.

No depoimento dado pelos dois PMs que estavam nessa perseguição no domingo (21), eles não souberem dizer quais dos dois carros atropelou o garoto Leandro e sua mãe Thayana. O motorista da viatura disse que desmaiou logo depois de passar numa valeta e só acordou quando o carro bateu no poste. Seu colega disse que também desmaiou. O motivo dos desmaios é desconhecido.

Leandro chegou a ser levado para o pronto-socorro do mesmo hospital que levaram sua mãe, Santa Marcelina, mas não aguentou os ferimentos e acabou em óbito. Os policiais militares também ficaram feridos e foram levados para o Hospital Geral de Guarulhos e também ao pronto-socorro do Tatuapé.

Uma ocorrência Policial Militar foi aberto para investigar a conduta dos policiais. A corporação, através da Corregedoria, também esteve no local onde aconteceu o fato para investigar o ocorrido.

Publicidade

Os dois PMs foram afastados das ruas para passarem por tratamento psicológico. As medidas a serem tomadas dependem do laudo do profissional de psicologia e médica desses policiais.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP), os policiais só retornarão as suas atividades depois de serem avaliados pelos profissionais responsáveis por essa avaliação.

Leia tudo