O levantamento feito pelo Ibope entrevistou, entre os dias 12 e 15 de abril, 2 mil pessoas em 126 municípios. Esta foi a primeira pesquisa encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), feita depois da posse do presidente Jair Bolsonaro. A pesquisa foi divulgada nesta quarta-feira (24) e indica os seguintes percentuais de avaliação do presidente Jair Bolsonaro (PSL):

Consideram o Governo "ótimo/bom": 35% dos entrevistados; enquanto o percentual dos que acham o governo "regular" ficou em 31%.

A opção "ruim/péssimo" teve 27% e o percentual dos que não sabem ou não quiseram responder ficou em 7%.

O Instituto responsável pela pesquisa informou que o nível de confiança é de 95%. Isto quer dizer que há a probabilidade de estes resultados refletirem a realidade, e a margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

A pesquisa realizada pelo Ibope em março (desta vez não encomendada pela CNI), sobre os índices de aprovação do presidente Jair Bolsonaro mostraram que para 34% dos entrevistados o governo era "ótimo/bom".

Também ficou em 34% o porcentual dos que acreditavam que o governo estava apenas "regular". O percentual dos que desaprovaram o governo e escolheram a opção "ruim/péssimo" ficou em 24%, enquanto o percentual dos que optaram pela opção "não sabe/não respondeu" ficou em 8%.

Comparação com outros presidentes

O Ibope informou na pesquisa que o índice de aprovação de Jair Bolsonaro é maior do que a aprovação dos ex-presidentes Dilma Rousseff e Fernando Henrique Cardoso nos meses de março em seus segundos mandatos.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro Governo

Enquanto Dilma Rousseff atingiu o percentual de 12% de aprovação, FHC conseguiu 22% de aprovação.

Porém, a aprovação de Jair Bolsonaro é menor que a aprovação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no mês de março de seus dois mandatos. Em seu primeiro mandato, Lula atingiu 51%, e ficou com 49% no segundo mandato.

Bolsonaro também perde para Fernando Collor de Mello, Dilma Rousseff e Fernando Henrique Cardoso que atingiram índices maiores de aprovação no terceiro mês de seus primeiros mandatos. Collor obteve 45%, Dilma ficou com 56% e FHC conseguiu 41% no período.

Aprovação na maneira de governar

Este foi outro item abordado na pesquisa do Ibope. Cerca de 51% dos entrevistados aprovam a maneira de governar do presidente Bolsonaro, 40% desaprovam e 9% não sabem ou não quiseram responder.

A pesquisa também quis saber o nível de confiança no presidente Jair Bolsonaro. Os resultados foram os seguintes: 51% confiam no presidente, 45% não confiam no líder do Poder Executivo e 4% não sabem ou não quiseram responder.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo