O levantamento feito pelo Ibope entrevistou, entre os dias 12 e 15 de abril, 2 mil pessoas em 126 municípios. Esta foi a primeira pesquisa encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), feita depois da posse do presidente Jair Bolsonaro. A pesquisa foi divulgada nesta quarta-feira (24) e indica os seguintes percentuais de avaliação do presidente Jair Bolsonaro (PSL):

Consideram o Governo "ótimo/bom": 35% dos entrevistados; enquanto o percentual dos que acham o governo "regular" ficou em 31%.

Publicidade
Publicidade

A opção "ruim/péssimo" teve 27% e o percentual dos que não sabem ou não quiseram responder ficou em 7%.

O Instituto responsável pela pesquisa informou que o nível de confiança é de 95%. Isto quer dizer que há a probabilidade de estes resultados refletirem a realidade, e a margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

A pesquisa realizada pelo Ibope em março (desta vez não encomendada pela CNI), sobre os índices de aprovação do presidente Jair Bolsonaro mostraram que para 34% dos entrevistados o governo era "ótimo/bom".

Jair Bolsonaro tem índice de 51% dos que aprovam sua maneira de governar. (Arquivo Blasting News)
Jair Bolsonaro tem índice de 51% dos que aprovam sua maneira de governar. (Arquivo Blasting News)

Também ficou em 34% o porcentual dos que acreditavam que o governo estava apenas "regular". O percentual dos que desaprovaram o governo e escolheram a opção "ruim/péssimo" ficou em 24%, enquanto o percentual dos que optaram pela opção "não sabe/não respondeu" ficou em 8%.

Comparação com outros presidentes

O Ibope informou na pesquisa que o índice de aprovação de Jair Bolsonaro é maior do que a aprovação dos ex-presidentes Dilma Rousseff e Fernando Henrique Cardoso nos meses de março em seus segundos mandatos.

Publicidade

Enquanto Dilma Rousseff atingiu o percentual de 12% de aprovação, FHC conseguiu 22% de aprovação.

Porém, a aprovação de Jair Bolsonaro é menor que a aprovação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no mês de março de seus dois mandatos. Em seu primeiro mandato, Lula atingiu 51%, e ficou com 49% no segundo mandato.

Bolsonaro também perde para Fernando Collor de Mello, Dilma Rousseff e Fernando Henrique Cardoso que atingiram índices maiores de aprovação no terceiro mês de seus primeiros mandatos. Collor obteve 45%, Dilma ficou com 56% e FHC conseguiu 41% no período.

Aprovação na maneira de governar

Este foi outro item abordado na pesquisa do Ibope. Cerca de 51% dos entrevistados aprovam a maneira de governar do presidente Bolsonaro, 40% desaprovam e 9% não sabem ou não quiseram responder.

A pesquisa também quis saber o nível de confiança no presidente Jair Bolsonaro. Os resultados foram os seguintes: 51% confiam no presidente, 45% não confiam no líder do Poder Executivo e 4% não sabem ou não quiseram responder.

Publicidade

Leia tudo e assista ao vídeo