Na última terça-feira (22), um papagaio foi apreendido pela Polícia Militar em um local onde funciona um ponto de tráfico de drogas. A prisão do animal aconteceu na Vila Irmã Dulce, zona sul de Teresina, no Piauí. De acordo com os policiais que estiveram no local, o papagaio avisou a a dona a respeito da chegada da PM ao local.

O animal em questão foi transferido para o Zoobotânico na tarde de terça-feira (23). Anteriormente, o papagaio se encontrava no Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA) desde a ocasião em que foi apreendido.

Publicidade
Publicidade

De acordo com o capitão Josué, do BPA, o animal foi recebido na Central de Flagrantes após ser apreendido durante a batida na “boca de fumo” em questão. De acordo com Josué, é bastante comum que traficantes possuam papagaios e isso pode ser considerado um crime ambiental.

Ainda de acordo com o capitão, o criminoso será autuado pelo crime ambiental supracitado e pelo crime de tráfico. A posse do papagaio configura um crime uma vez que ele é um animal silvestre e, devido a isso, é necessário que se tenha autorização ou licença de um órgão competente para criá-lo.

O animal gritou 'Mamãe, polícia' para sua dona durante ação da polícia. (Reprodução/G1)
O animal gritou 'Mamãe, polícia' para sua dona durante ação da polícia. (Reprodução/G1)

Por fim, o capitão Josué pontuou que agora o BPA vai verificar se o papagaio possui condições de ser devolvido à natureza. De acordo com ele, animais desse tipo, após passarem um tempo considerável em cativeiro, são encaminhados ao Zoobotânico, que conta com uma equipe de veterinários e biólogos capazes de determinar se o animal pode ou não retornar ao seu habitat natural.

A apreensão do papagaio

A proprietária do animal foi identificada como “Índia”.

Publicidade

Ela deveria ter sido presa pelo crime de tráfico de drogas em duas outras ocasiões distintas. De acordo com a Polícia Militar, na ocorrência que levou à apreensão do papagaio, Índia não estava envolvida diretamente com a parte ilícita da operação e, dessa maneira, não foi presa junto com o papagaio.

Na ocasião, foi preso o marido de Índia, um homem de aproximadamente 30 anos identificado como Edvan. No local foram encontradas algumas porções de crack.

Além de Edvan, a filha de 16 anos do casal também foi apreendida, uma vez que foram encontradas quantidades de maconha escondidas dentro de suas roupas íntimas.

Edvan e sua filha foram conduzidos para a Central de Flagrantes, enquanto a jovem foi liberada após assinar um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Edvan permanece detido.

Leia tudo e assista ao vídeo