Uma creche situada no bairro Jardim Ternura, na cidade de Tatuí, no interior de São Paulo, foi invadida por dois rapazes na noite da última segunda-feira (15). O sistema de câmeras de segurança do local registrou a ação dos invasores e flagrou um deles aproveitando para brincar no parquinho que é usado pelas crianças. Os suspeitos fugiram sem levar nada.

As imagens mostram os dois elementos invadindo a instituição com os rostos cobertos e um pedaço de madeira.

Um deles anda carregando o pedaço de madeira e parece tentar entrar no prédio, enquanto o outro brinca no escorregador.

Quando o alarme do prédio disparou, a Guarda Municipal foi até o local. A Polícia Civil está investigando o caso.

Desde que câmeras de segurança foram instaladas nas escolas municipais da cidade, foi registrado apenas um caso de tentativa de invasão em 2019, contra 25 casos em 2018.

Das 65 unidades de ensino de Tatuí, 21 já contam com o sistema de monitoramento e a previsão da prefeitura é que, até agosto deste ano, todas as escolas já tenham o sistema. O investimento para tentar impedir a ação de vândalos e ladrões chega a R$ 800 mil.

Rapaz quebra recepção de hospital para ser preso

Na cidade de Tietê, também no interior de SP, foi registrado outro curioso caso de invasão a prédio público, porém, com grandes prejuízos.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Na madrugada desta terça-feira (16), um rapaz de 23 anos quebrou equipamentos da Santa Casa da cidade.

Por volta das 3h, uma funcionária do hospital acionou a Polícia Militar e a Guarda Civil Metropolitana relatando que um homem havia entrado no local e estava quebrando diversos itens. Uma televisão, computadores, bebedouro e a sala de aplicação foram danificados pelo rapaz e até uma porta foi derrubada.

No local havia cinco funcionárias e dois pacientes que esperavam para serem atendidos. Nenhum deles ficou ferido.

O suspeito foi detido pela polícia e na delegacia explicou que é usuário de drogas e morador de rua e queria ser preso para conseguir um tratamento para se livrar do vício. Após audiência de custódia, foi determinado que ele responda por dano ao patrimônio público em liberdade e será obrigado a passar por tratamento psiquiátrico.

A diretoria da Santa Casa também precisa de ajuda e pede aos moradores contribuições para que possa reparar os prejuízos. As pessoas que quiserem colaborar com a instituição podem entrar em contato através do site da Santa Casa de Tietê.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo