Segundo informações publicadas nesta terça (14) pelo site Vatican News, o papa Francisco assinou um decreto que reconhece um segundo milagre atribuído à Irmã Dulce, o que lhe dá direito a ser proclamada santa, fato que a coloca na posição de primeira mulher nascida no Brasil a ser canonizada.

Santa Madre Paulina foi a primeira santa brasileira, mas nasceu em outro país. No caso, ela veio da Itália para o Brasil com apenas 10 anos de idade.

Maria Rita Lopes de Sousa Brito, conhecida como Irmã Dulce, o "anjo bom da Bahia", nasceu em 1914, na cidade de Salvador, capital do estado. Desde criança, ela foi demonstrando na preferência pelos pobres e doentes umas de suas marcas registradas. Na capital baiana, fundou instituições de caridade, tornando-se um símbolo de esperança para o povo sofrido e desamparado da cidade.

Condições para ser declarado santo

De acordo com infográfico elaborado pelo site G1, a Igreja Católica Apostólica Romana estabelece alguns critérios para que alguém possa ser considerado santo.

São sete os passos percorridos por uma candidato à canonização:

  • Dossiê - A Diocese elabora o dossiê com sinais de santidade do candidato
  • Permissão - A Diocese envia o material coletado à Congregação para as Causas dos Santos (CCS)
  • Virtude Heroica - O CCS propõe ao Papa o reconhecimento do candidato como venerável
  • Milagre - Candidato precisa de um milagre reconhecido por teólogos e peritos
  • Beatificação - Após confirmação do primeiro milagre, candidato é declarado beato na Diocese
  • Outros milagres - Com segundo milagre confirmado, candidato já pode ser chamado de santo
  • Canonização - Papa autoriza decreto para marcar a cerimônia de canonização no Vaticano

Os milagres de Irmã Dulce

De acordo com o portal UOL, para ser reconhecido pelo Vaticano, um milagre precisa de 4 atributos: ser instantâneo, perfeito, duradouro e inexplicável.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Mulher Religião

O primeiro milagre de irmã Dulce foi realizado no estado de Sergipe. Uma Mulher que estava com hemorragia pós-parto foi curada sem nenhuma intervenção médica. Cláudia Cristiane dos Santos contou com as orações do padre José Almi de Menezes, que rogou á Irmã Dulce e foi atendido. Com esse primeiro milagre confirmado pelos peritos católicos, ela foi beatificada em 2011.

A Arquidiocese de Salvador informou ao site G1 que o segundo milagre, que possibilitará a canonização da baiana, aconteceu em uma pessoa que "dormiu cega e acordou enxergando".

No entanto, não foram dadas maiores informações como nome do contemplado (a) nem o local e data do acontecimento.

A data da cerimônia de canonização de Irmã Dulce não foi divulgada pelo Vaticano.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo