O famoso jornalista Reinaldo de Azevedo é mais uma pessoa pública que entrou em rota de colisão com a Força Tarefa da Lava Jato. Na última quinta-feira (20), em seu programa de rádio na Band News FM, o jornalista divulgou novos supostos vazamentos do então juiz Sérgio Moro com membros da Lava Jato em 2017.

No "O É da Coisa", Reinaldo de Azevedo contou com a participação de integrantes do site The Intercept, responsáveis por apresentar todas as supostas conversas até o momento.

Entre outras coisas, foi dito que o juiz Sérgio Moro teria orientando a força-tarefa da Lava Jato que afastasse a procuradora Laura Tessler do julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, sob argumento de que a procuradora não estava pronta para desempenhar o seu papel naquele caso.

Por ser um jornalista de prestígio e com grande apelo popular, as informações apresentadas por Reinaldo de Azevedo sempre repercutem bastante com o público em geral e, dessa vez, não foi diferente.

Publicação de jornalista é chamada de mentirosa

A força-tarefa não gostou nada do que foi apresentado no programa e iniciou uma ofensiva contra o jornalista. Em nota divulgada na sexta-feira (21), o Ministério Público Federal afirma que o material apresentado por Reinaldo de Azevedo é tendencioso e totalmente fora da realidade.

Em um trecho específico, a nota de esclarecimento da Lava Jato afirma: "Além de desrespeitosa, mentirosa e sem contexto, a publicação de Reinaldo Azevedo não realizou a devida apuração, que, por meio de simples consulta aos autos públicos acima mencionados seria possível constatar as inveracidades."

Com isso, ficou clara a insatisfação da equipe de procuradores em relação à notícia de que eles estavam sendo comandados por um juiz (o que é inconstitucional) e não agindo de forma imparcial e profissional.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lava Jato Corrupção

Reinaldo de Azevedo responde à nota da Lava Jato

Reinaldo de Azevedo também é conhecido por sua espontaneidade e clareza nas palavras e, diante da nota da Lava Jato, o jornalista não se manteve calado. No mesmo dia, em seu blog no site UOL, ele respondeu de forma contundente a ofensiva da força-tarefa.

O jornalista chamou de agressiva e "estúpida" a nota do Ministério Público, e que não passava de uma tentativa vã de desqualificar o seu trabalho.

Em outro ponto, Azevedo chama a atenção pelo fato de a nota em nenhum momento detalhar o que realmente aconteceu, e sim deixar brechas para confirmação de tudo que foi falado.

Reinaldo de Azevedo escreveu: "Agressividade à parte, a nota do MPF: – confirma a informação publicada; – não nega a existência dos diálogos, recorrendo à estratégia de afirmar que o material é de "autenticidade duvidosa".

O jornalista Reinaldo de Azevedo é o inventor da palavra "petralha", que funde petista com metralha (alusão aos Irmãos Metralha).

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo