Depois de ter acusado Neymar Jr. de estupro, a mulher, que não teve seu nome divulgado, já faltou a duas intimações para depor na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, em São Paulo, sem dar nenhuma satisfação. O site do jornal Folha de S.Paulo apurou que a mulher foi convocada para prestar depoimento na segunda-feira (3), às 14h, e na terça-feira (4), às 18h.

Ainda segundo informações, nem mesmo sua advogada entrou em contato com a delegada Juliana Lopes Bussacos, responsável pelo caso. Para tornar tudo ainda mais complicado, não foi nem a moça que assinou a intimação, já que o documento foi assinado por uma terceira pessoa que estava no endereço fornecido para a Polícia.

Policiais informaram à reportagem da Folha que a atitude da mulher acabou irritando a delegada, já que a constante presença da imprensa na porta da delegacia do bairro Santo Amaro acabou deixando mulheres constrangidas de comparecerem ao local para prestar queixas. Ainda segundo informações, o movimento na delegacia caiu desde sexta-feira (31), quando a informação que Neymar havia sido acusado de estupro ganhou repercussão na mídia.

Nesta quarta-feira (5), a delegada irá decidir quais providências serão tomadas diante das duas faltas sem justificativa da mulher. A Folha tentou entrar em contato com a advogada da mulher, mas não obteve resposta.

Várias versões

O "Jornal Nacional", da Rede Globo, mostrou na última terça-feira (4) uma parte do termo de rescisão do contrato do escritório de advocacia que representava a suposta vítima.

Segundo o documento, a mulher havia apresentado versões diferentes do caso.

Um dos trechos do documento diz que a mulher, por raiva ou por vingança, relatou no boletim de ocorrência fatos contraditórios ao que foi passado por ela à defesa. Isso porque, aos advogados a mulher teria dito apenas que havia sido vítima de agressão, mas para a delegada informou ter sido vítima de estupro.

Neymar nega acusações

Depois de ter sido acusado de agressão sexual na sexta-feira (31), Neymar decidiu se pronunciar através de seu Instagram, no sábado (1º), onde se defendeu das acusações e expões prints das conversas que teve com a suposta vítima. O craque da seleção brasileira acabou mostrando partes da conversa onde apareciam fotos da mulher nua.

No entanto, para não expor o rosto e o corpo da suposta vítima, o craque borrou as imagens com um aplicativo.

No domingo (2), a Polícia Civil se deslocou até a Granja Comary para ouvir explicações do craque. No entanto, Neymar não foi encontrado, já que ainda estava em período de férias concedido a todo elenco. Mas o craque não ficou sem defesa, já que em entrevista coletiva no centro de treinamento, amigos defenderam Neymar.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Futebol
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!