Um crime macabro [VIDEO] ocorreu nesta terça-feira (2), em Sorriso, cidade do Mato Grosso a 420 quilômetros de Cuiabá. Um homem de 28 anos é suspeito de ter matado a tia a facadas, arrancado seu coração e entregado o órgão para a filha da vítima. Lumar Costa da Silva foi preso pela Polícia enquanto caminhava pela cidade.

De acordo com informações passadas pela polícia e familiares, Lumar havia chegado na cidade há apenas quatro dias.

Após desentendimento com a mãe que mora em Campinas, no interior de São Paulo, ele foi morar na casa da tia Maria Zélia da Silva, de 55 anos. O rapaz chegou a entregar currículos pela cidade, mas não demorou para que os primeiros problemas começassem a aparecer.

O delegado André Ribeiro disse que já no final de semana ele arrumou uma confusão com vizinhos e chegou a ameaçar pessoas, inclusive crianças, na rua com um facão.

O fato fez a família pedir para que ele deixasse a casa e eles até chegaram a arrumar outro local par que o rapaz pudesse morar. Outro fato que incomodou a tia foi o fato dele ser viciado em drogas e se drogar dentro da casa, além de escutar músicas que a tia não gostava.

Lumar já havia deixado a casa dos parentes, mas teria retornado para matar a tia com duas facas. Segundo a polícia, ele abriu o tórax da vítima, arrancou seu coração, colocou em uma sacola e foi entregar para a prima, Patrícia Campos, filha de Maria Zélia.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Ela contou que o homem parecia fora de si e exigia que ele entregasse sua filha de sete anos. Segundo o delegado, ele deixou a sacola com o coração da tia em cima da mesa.

Ainda segundo a polícia, sem conseguir pegar a menina, ele pegou as chaves do carro da prima e saiu pela cidade com o veículo, batendo em um transformador de energia e depois invadiu a empresa de energia elétrica da cidade e ainda tentou incendiar o veículo.

Ele caminhava a pé pela rua das Videiras quando foi abordado pela polícia e preso. Lumar, que não tinha antecedentes criminais está preso na delegacia da Polícia Civil da cidade. Ele foi autuado por homicídio qualificado e por motivo fútil, podendo pegar de 12 a 30 anos de prisão. Segundo o delegado André Ribeiro, antes de ir morar com a tia, o suspeito já havia tentado matar a própria mãe com um facão.

Pessoa fria e repugnante

De acordo com os peritos que examinaram o corpo de Maria Zélia, ela apresentava espuma na boca, o que indica que poderia estar viva no momento que o assassino abriu seu tórax. "É um fato completamente fora do comum", disse o perito Nilson Carlos Dalberto, "Muito diferente do que a gente está acostumado a ver", completou.

O delgado descreveu o acusado como sendo uma pessoa fria e que não demostra o menor arrependimento pelo que fez.

Ribeiro pretende pedir um exame psiquiátrico do acusado. "É repugnante, ele é um monstro e é uma pessoa perturbada", disse o delegado, que evitou comprará-lo a um animal, "porque nem um animal faz isso com outro".

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo