A morte do pastor Anderson do Carmo, ocorrida na madrugada do dia 16 de junho, ainda não está totalmente resolvida. O marido da deputada Flordelis foi morto dentro da sua própria casa, em Niterói, no Rio de Janeiro. Sempre vem aparecendo uma informação nova sobre a investigação do seu assassinato.

Uma das filhas adotivas do casal confessou em depoimento dado no dia 24 de junho que tinha encomendado a morte do pai para o irmão Lucas Cézar dos Santos e que a deputada Flordelis sabia de tudo.

Essa informação já havia sido repassada pelo rapaz, que está preso acusado de envolvimento na morte de Anderson, e por isso a mesma foi convocada a prestar depoimento sobre o assassinato do pai.

Marzy Texeira da Silva contou aos investigadores que três meses antes da morte de Anderson do Carmo ela enviou uma mensagem de texto ao irmão Lucas e ofereceu R$ 10 mil para que o rapaz matasse o pastor. Marzy tinha a intenção de conseguir esse valor furtando da própria vítima.

A moça contou que o irmão aceitou a proposta e disse que ia matar o homem dentro da própria casa da família, onde o crime acabou acontecendo. Segundo a moça, ela não concordou com a ideia do pai ser morto em casa e disse ao irmão que era melhor que o crime fosse cometido quando o pastor estivesse saído da igreja, simulando dessa forma um assalto.

Marzy disse que no dia em que mandou mensagem para o irmão, viu que Anderson estava agitado e por isso avisou Lucas que só conseguiria o valor de R$ 5 mil, mas que pegaria três relógios de Anderson.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos

Ainda segundo a filha do casal, no mesmo dia ela teria se arrependido do que propôs ao irmão e ligou para ele pedindo que não desse sequência ao plano. Lucas disse em seu depoimento que não aceitou a proposta da irmã para matar Anderson, pois o pastor fazia tudo para ele.

Flordelis e Anderson ficaram sabendo do plano

Ainda segundo o depoimento de Marzy, ela mesma relatou à mãe sobre seu plano de tirar a vida do pastor.

Marzy disse que Flordelis disse que não tinha dinheiro e pediu à mesma que não fizesse nada que viesse a se arrepender depois. A mulher contou que o próprio Anderson ficou sabendo que planejavam tirar a sua vida e teria chamado um a um para conversar.

O pastor teria dito que iria colocar grampos em todos os telefones dos integrantes da família e, segundo Marzy, após essa conversa, ela comprou dois novos chips de celular, um para ela e outro para a mãe, para que as duas pudessem conversar.

De acordo com a mulher, sua mãe teria pedido que ela apagasse todas as mensagens que estavam no WhatsApp relacionadas com a morte do pastor.

Marzy contou que planejou a morte de Anderson, pois estava com raiva do pai. Ela admitiu ter furtado o valor de R$ 5 mil de um de seus irmãos e teria sido chamada a atenção pelo pastor. Além disso, a mulher disse que ficou sabendo através da própria mãe que Anderson teria abusado sexualmente de uma de suas netas.

A moça nunca teria sido adotada de forma legal pelo casal, visto que foi morar com a família quando já era maior de idade.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo