Uma menina de 14 anos acabou sendo abusada durante uma visita a duas amigas de escola, segundo informações da Polícia. O caso ocorreu na cidade de São Vicente, no litoral de São Paulo.

A polícia divulgou informações nesta quinta-feira (26) a respeito do crime. Segundo foi informado, os suspeitos de terem cometido o crime contra a menor são os pais das meninas que a jovem foi visitar. Eles teriam combinado dopar a menina para poder atacá-la. Os dois foram presos pela polícia e deverão responder pelo crime cometido.

Os suspeitos foram identificados como sendo Marcílio Maximino, de 34 anos, e Luciana Cristina, de 35, moradores do Jardim Rio Brancos. A polícia informou que a menor que foi abusada era amiga das filhas de Luciana e havia dormido na casa do casal nesta última terça-feira (24). Ela esteve no local para estudar com as amigas e para brincar, e acabou ficando na casa para dormir logo após.

O ocorrido

Segundo informações do portal G1, a vítima acabou dormindo na residência devido ao horário e à dificuldade de encontrar transporte para poder ir embora.

No dia seguinte, as filhas da mulher acabaram indo para a escola, mas a vítima pediu para que a suspeita chamasse sua mãe. Porém, a mulher teria convidado a jovem a ficar para ajudá-la com a limpeza da casa.

Em relato à polícia, a jovem contou que a mulher saiu da casa por volta de 15h e retornou ao local com um refrigerante, que lhe foi oferecido. Logo após consumir a bebida, a menina notou que tinha algo de errado com ela, pois estava se sentindo "grogue" e com as "pernas bambas".

A menor então decidiu tomar um banho para se sentir melhor e ao sair do local acabou se deparando com Marcílio.

Ao sair do banho, a jovem declarou ao homem que iria para o quarto das filhas para poder se trocar, e neste momento, segundo ela, foi acariciada por Marcílio, que sugeriu que ela fosse para o seu quarto, onde tinham roupas limpas. Em seguida, a jovem começou a passar mal e deitou na cama.

Antes de apagar totalmente, no entanto, a jovem afirma ter notado que o suspeito correu para pegar preservativos em uma gaveta.

Segundo informações da polícia, algumas horas depois a jovem acabou acordando e se deparou com Marcílio ao seu lado na cama, onde ela estava nua. Com medo do homem, a jovem saiu correndo do quarto e encontrou Luciana e as filhas, que notaram o nervosismo da menina e acabaram chamando a Polícia Militar.

Os policiais retornaram à casa após levarem a menina para a delegacia e não encontraram o casal. Eles foram encontrados em um carro tentando fugir posteriormente. Durante depoimento, segundo a polícia, Marcílio admitiu que havia comprado o medicamento para poder drogar a vítima.

Ele também teria declarado que havia combinado da mulher colocar o medicamento na bebida da jovem. Ainda segundo a polícia, Luciana também confessou seu envolvimento no crime.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!