O corpo da jovem Mariana Bazza, de 19 anos, foi encontrado na última quarta-feira (25). O corpo da jovem estava em uma área de canavial, localizada na cidade de Ibitinga, no interior de São Paulo. A jovem havia desaparecido na terça-feira (24), depois de deixar a academia. Filmagens feitas por câmeras de segurança do local atestaram que ela teve um problema com o pneu do carro e aceitou a ajuda de um desconhecido para resolver.

Depois de fazer contato com o homem, Mariana chegou a tirar uma fotografia dele. A foto foi enviada ao namorado da jovem, em uma das últimas ocasiões em que os dois se falaram. Aliada às câmeras de segurança, a foto tirada por Mariana ajudou as autoridades a localizar o suspeito do crime, Rodrigo Pereira Alves, de 37 anos.

Após ser detido, segundo a Polícia, Rodrigo acabou confessando o crime e dando às autoridades as direções necessárias para que o corpo de Mariana fosse encontrado.

Na quinta-feira (26), ainda segundo as autoridades, o suspeito voltou atrás e negou a autoria do assassinato. Ele teria dito à polícia que uma outra pessoa seria a autora do crime. Entretanto, as autoridades consideram essa versão fantasiosa.

A respeito de como o corpo foi encontrado, é possível destacar que Mariana estava de bruços e tinha os braços amarrados atrás das costas. Para além disso, um pano estava enrolado no pescoço de Mariana.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Curiosidades

Entretanto, até o presente momento, os policiais afirmaram que não existem indícios que apontem para a violência sexual, mas que é necessário esperar pelos exames de perícia, que serão feitos pelo Instituto Médico Legal (IML) da cidade de Araraquara.

Filmagem da prisão

O programa Cidade Alerta, exibido pela Record TV, teve acesso às filmagens da ocasião em que Rodrigo foi preso pelas autoridades. De acordo com os investigadores responsáveis pelo caso, ele foi localizado enquanto tentava se esconder em meio a alguns restos de construção.

É possível afirmar que o que possibilitou para que o suspeito do crime fosse encontrado foi a quebra do sigilo telefônico. A partir disso, os investigadores foram capazes de determinar a localização exata do suspeito e ir atrás dele.

Rodrigo foi encontrado na cidade de Itápolis. O suspeito possui família no local e estava se escondendo na casa dos parentes. Ao perceber a chegada da polícia, Rodrigo fugiu das autoridades.

Entretanto, ele foi encontrado posteriormente no telhado de uma das casas, em meio aos entulhos.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo