Jéssica Victor Guedes, 30 anos, tinha dois sonhos: casar e ser mãe. No entanto, o destino acabou sendo cruel e ela acabou falecendo na porta da igreja, minutos antes de se casar com o seu noivo, o tenente Gonçalves.

Tudo estava esquematizado para ser uma cerimônia de grande alegria. Jéssica estava no sétimo mês de gravidez, e Sophia foi o nome escolhido pelo casal para a filha. Antes que a criança nascesse, veio a ideia do casamento.

De acordo com informações da tenente Mariana, do 46º Batalhão da Polícia Militar, e divulgada pela revista Crescer, Jéssica se preparava para subir ao altar. No entanto, começou a se sentir mal. Algumas pessoas achavam que podia ser ansiedade dela pelo casamento que se aproximava.

Mariana relatou que no caminho até a igreja Jéssica começava a demonstrar que não estava bem novamente. O noivo foi avisado do problema.

Em decorrência da gravidade do fato, ela foi levada ao Hospital Pro Matre Paulista, na região central de São Paulo.

Foi constatado que ela teve um AVC (acidente vascular cerebral) hemorrágico. Em nota, o hospital disse que está priorizando o atendimento à família e a saúde da bebê e se coloca à disposição para esclarecer todos os procedimentos realizados.

Entrevista do noivo

Em uma entrevista emocionante à revista Crescer, o tenente Gonçalves disse que estava muito preocupado esperando ela no altar.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Relacionamento

De repente, ele viu uma prima de Jéssica correndo aflita pelo tapete e dizendo que ela tinha desmaiado. Gonçalves disse que saiu rápido da igreja e foi tentar socorrê-la. Ele pediu a ajuda de outros amigos que também estavam presentes na cerimônia e eram bombeiros. Embora tivesse sido enviada a um hospital que o convênio cobria, a situação emergencial fez com que o noivo decidisse levá-la para uma outra unidade hospitalar melhor preparada para atendê-la.

AVC hemorrágico

O AVC sofrido por Jéssica foi um dos mais perigosos e ocorreu devido a uma eclâmpsia.

Uma cesárea de emergência foi feita para salvar a filha do casal. A menininha nasceu de 29 semanas, pesando 1 kg. A bebê está sob cuidados e observação médica. Segundo Mariana, Jéssica também não tinha problemas de pressão.

Gonçalves disse que Jéssica estava realizando todos os exames necessários e sendo acompanhada por médicos.

Segundo ele, ela fazia atividade física regularmente e se alimentava bem.

Ele afirmou que está muito triste e parece que a ficha ainda não caiu. Era muita alegria com o casamento e a gravidez. Ele comparou o sofrimento dele a um filme triste que não tem fim. A família decidiu doar os órgãos da moça atendendo a um pedido dela. Pelo Instagram, o noivo deixa uma homenagem para sua falecida noiva e mãe de sua filhinha.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo