Há pouco mais de três meses do assassinato do pastor Anderson do Carmo, a Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo segue com as investigações acerca do caso. A deputada Flordelis, esposa do pastor, é uma das investigadas. Na última segunda-feira (16), Flordelis usou as redes sociais para homenagear o marido e relembrar os três meses de sua morte.

De acordo com o portal G1, nesta terça-feira (17), policiais da Divisão de Homicídios do RJ cumpriram mandados de busca e apreensão em endereços ligados à deputada.

Objetos como computadores, celulares e tablets foram apreendidos pelas equipes. Dois filho do casal se encontram presos suspeitos de envolvimento no assassinato de Anderson do Carmo. A motivação do homicídio continua sendo objeto de investigação da Polícia. As equipes fizeram buscas em diversos locais, como em uma casa em Jacarepaguá, na Freguesia, num gabinete da deputada no Centro do Rio, no seu apartamento funcional em Brasília e no local do assassinato, em Niterói.

Homenagem nas redes sociais

De acordo com o jornal Extra, na última segunda-feira (16), dia em que completou três meses do assassinato do pastor, Flordelis fez uma publicação em suas redes sociais homenageando o marido e revelando sentir sua falta. "Que saudade! Cadê você aqui para me proteger nesse momento difícil?", questionou a deputada. A esposa de Anderson do Carmo afirmou na publicação que daria continuidade ao seu legado na terra.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Polícia

Anderson do Carmo foi assassinado a tiros na residência do casal em Niterói no último dia 16 de junho. Flávio dos Santos, filho biológico de Flordelis, fruto de um Relacionamento anterior, confessou ter sido o executor de Anderson. Lucas dos Santos, filho adotivo do casal, afirmou à polícia ter ajudado o irmão no crime. Após a conclusão da primeira parte das investigações, onde Flávio e Lucas foram indiciados, a polícia deu abertura a um novo inquérito para investigar a participação de outras pessoas no assassinato, inclusive da deputada Flordelis. A polícia também investiga a existência de uma mandante no crime.

Reconstituição do crime

Segundo o G1, a Delegacia de Homicídios de Niterói pretende realizar a reconstituição do crime no próximo sábado (21). Na última semana, uma equipe da DH de São Gonçalo e Niterói esteve no local do crime para fazer a intimação de dez pessoas. Flordelis foi notificada acerca da reconstituição posteriormente. O objetivo da ação é extinguir contradições apresentadas em depoimentos e descobrir suposta participação de uma terceira pessoa no crime.

Segundo reportagem da TV Globo, o relatório final da Polícia Civil sobre o assassinato do pastor Anderson aponta que a trama do crime teria iniciado em outubro de 2018, quando o pastor teria tomado conhecimento dos planos de familiares para matá-lo.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo