Participando de uma missa no Santuário de Aparecida, na tarde do último sábado (12), em ocasião do feriado de Nossa Senhora Aparecida, o presidente da República, Jair Bolsonaro, recebeu vaias e aplausos e fez uma leitura durante a celebração. No texto bíblico lido pelo presidente, o rei se encantou com a beleza de Ester, que lhe pediu pela vida de seu povo.

Durante a missa da manhã, o arcebispo de Aparecida, Dom Orlando Brandes, criticou o "dragão do tradicionalismo" e chamou a direita de "violenta e injusta".

"Estão fuzilando o Papa, o Sínodo, o Concílio Vaticano Segundo. Parece que não queremos vida, o Concílio Vaticano segundo, o evangelho, porque ninguém de nós duvida que está é a grande razão do sínodo, do concílio, deste santuário, a não ser a vida como já falei", disse.

Na homilia, Dom Orlando expressou ainda o desejo de que "nossas crianças não morram mais de uma bala perdida" e disse que a corrupção "tira o pão da nossa boca e aumenta as desigualdades sociais".

Roupas de doentes e objetos de devoção são abençoados

Diversas pessoas compareceram ao santuário na data, levando suas intenções de realizações de vida e trabalho e agradecendo as graças alcançadas. Roupas de pessoas acamadas, objetos de devoções e água também foram levados pelos romeiros ao interior da basílica para serem abençoados no final de cada celebração. Desde o ano de 1984, o Santuário de Nossa Senhora da Conceição Aparecida é administrado pelos missionários redentoristas, da Congregação do Santíssimo Redentor.

Considerado o maior templo Católico do país, o santuário está localizado na região do Vale do Paraíba, no interior de São Paulo, e abriga a representação de Nossa Senhora Aparecida. A imagem foi encontrada no rio Paraíba, em 1717, pelos pescadores Domingos Garcia, João Alves e Filipe Pedroso. Já o dia 12 de outubro se tornou feriado nacional em 1980.

Os pescadores Domingos Garcia, João Alves e Filipe Pedroso, foram personagens do primeiro milagre de Nossa Senhora Aparecida.

Pescaram muitos peixes após encontrar a representação, em outubro de 1717, no rio Paraíba do Sul. Eles foram pescar para refeição do Conde de Assumar, Pedro de Almeida, que seguia à Vila Rica onde receberia o título de governador da Capitania das Minas Gerais e pernoitou na Cidade.

As redes voltavam vazias, até que João Alves pescou alguns peixes e o corpo de uma imagem sacra. Em seguida, pescaram mais peixes e a cabeça que se encaixou no corpo. Eles identificaram a imagem como Nossa Senhora da Conceição. Desde então, a representação da Virgem vem sendo protegida pela Igreja Católica, sendo incontáveis os milagres que se seguem desta santa devoção.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Religião
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!