O resultado do exame cadavérico do corpo da adolescente Aline Alves Melo, de 14 anos, que foi encontrada sem vida dentro da residência de seu tio paterno na manhã deste último domingo (6), na zona sul de Manaus, aponta que a jovem morreu por asfixia. Os exames realizados no Instituto Médico Legal (IML) também afirmaram que Aline foi dopada e depois abusada.

O tio da adolescente, de 40 anos e que trabalha como técnico de enfermagem, foi preso em flagrante.

Em depoimento na delegacia, segundo a Polícia, ele confessou a autoria do crime e disse ter errado na dose da medicação utilizada para adormecer a jovem.

De acordo com familiares de Aline, a garota teria dormido na casa do tio pela primeira vez, depois de o suspeito ter insistido muito para que isso ocorresse, pois, segundo o homem, ele queria levar Aline para visitar a avó, que está internada em um hospital da capital amazonense.

Conforme relatado pela família da vítima, na noite de sábado (5) o suspeito entrou em contato com a mãe da adolescente e insistiu em ir buscar Aline para ver a avó que está no hospital. Uma tia da menina, que não quis ser identificada, mencionou em entrevista ao portal G1 que Aline não queria ir, mas por insistência acabou fazendo a vontade do tio.

Após ter ido para a casa do parente no sábado, ele teria levado a garota para passear no shopping, e na manhã de domingo teria ligado de forma desesperada para a mãe da vítima dizendo que a garota teria passado mal, e por isso, chamado uma ambulância do Samu para socorrer a menina.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Desesperada, a mãe de Aline saiu de casa, em São José, e foi até a casa do homem, em Petrópolis, mas chegando na residência a filha já estava sem vida.

Conforme a polícia, o homem ainda tentou cobrir pistas do crime, tentando limpar marcas de sangue no local. Para os profissionais de saúde que atenderam a menina na ambulância, ele teria dito que a jovem tinha problemas de coração, mas não era verdade, conforme uma familiar da menina.

De acordo com o delegado titular responsável pela investigação do caso, Paulo Martins, o suspeito alegou em depoimento que a jovem teria passado mal no sábado à noite, e por ele ser técnico em enfermagem, teria dado uma medicação à menina. Ele teria confesaddo então que, após medicar a garota, aproveitou-se para abusá-la.

A menina ainda teria tentado evitar o crime

Durante o abuso, a menina teria acordado e tentado evitar o crime, lutando contra o tio, mas não conseguiu e vomitou, o que ocasionou a morte por asfixia.

Após ter sido preso em flagrante, o homem foi apresentado na manhã desta segunda-feira (7) na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

O corpo de Aline foi velado e sepultado na manhã desta segunda-feira.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo