Morreu na noite deste domingo (29), em Pirassununga, no interior de São Paulo, a técnica em enfermagem Luciene Ferreira Sena, de 39 anos. Ela havia ficado com mais de 80 do corpo queimado após seu ex-namorado incendiar o carro em que eles estavam durante a manhã. Elisangelo Marconis Francisco dos Santos, de 41 anos, estava inconformado com o fim do relacionamento. Ele também morreu.

O corpo da técnica em enfermagem foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) da cidade de Limeira. Ela deixa uma filha de 13 anos, fruto de um casamento anterior.

Como o caso ocorreu

Câmeras de segurança registram alguns momentos do caso, ocorrido por volta das 7h15, horário em que vítima deixava seu plantão na Santa Casa de Misericórdia de Pirassununga. Munido de fogos de artifício e uma garrafa plástica com líquido inflamável, o homem teria esperado a Mulher sair do serviço e entrou no carro dela, que estava na rua Newton Prado.

O carro, já em chamas, desceu a via até bater na traseira de outro, que estava parado.

O homem sai pela porta do motorista com o copro pegando fogo e rola pelo asfalto e posteriormente pelo canteiro central, que é gramado. Para conseguir retirar a mulher do carro foi preciso o uso de uma faca para poder cortar o cinto de segurança. As chamas do corpo da mulher e do homem também foram apagadas com a ajuda de extintores.

Os dois foram levados para a Santa Casa de Pirassununga. Durante a tarde de domingo, uma colega de Luciane disse que seu estado era crítico.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Mulher

Por volta das 23h15 ela morreu. O homem JÁ havia falecido no início da tarde e não há informações dando conta de seu sepultamento.

Dono de um supermercado que fica próximo onde ocorreram fatos, Nelson Souza disse que ouviu os gritos de socorro e com a ajuda de um funcionário usou cinco extintores de seu estabelecimento para conter as chamas. "Quebramos o vidro e o indivíduo saltou por cima da motorista.

Ela estava toda em chamas", disse. "Foi uma coisa muito triste, a gente só ouvia os gritos de desespero", lembra o comerciante. "É uma coisa de terror, de outro mundo", seguiu. A Polícia apreendeu uma garrafa plástica com líquido inflamável, um isqueiro e um rojão

Ao ser socorrida, Luciane disse que foi o ex-companheiro que havia ateado fogo nos dois. Parentes e amigos relataram que o relacionamento deles era cheio de brigas e instável.

Elisangelo chegou a registrar um boletim de ocorrência dias atrás, onde relatou para a polícia que havia sido arranhado pela mulher. Amigos relataram que ela decidiu se separar após descobrir uma traição por parte do homem.

Comoção marca sepultamento da vítima

No final da tarde desta segunda-feira (30), o corpo da técnica de enfermagem foi sepultado no Cemitério Municipal de Santa Cruz das Palmeiras e foi marcado por muita comoção de parente e amigos.

O motorista Antenor Alves, que foi casado com Luciane durante 12 anos e há três estava divorciado dela, disse que a filha deles, de 13 anos, está muito abalada, que conversa pouco e não tem se alimentado. "Ela está muito triste, quase nem conversa, não está querendo comer", disse. "Não dá nem para acreditar no que aconteceu", seguiu.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo