Novas imagens do desabamento de um prédio na área nobre da capital cearense foram divulgadas nesta quarta-feira (16). De acordo com o portal G1, um novo vídeo mostra o exato momento em que o prédio ruiu. Nas imagens seria possível identificar cinco pessoas no local, que correram no instante do desabamento.

Segundo a equipe do Corpo de Bombeiros responsável pelo resgate, duas pessoas morreram, nove foram resgatas e nove seguem desaparecidas.

Ainda não há a informação sobre o estado das pessoas que aparecem nas imagens dentro do condomínio.

De acordo com o Governo do Ceará, as buscas por desaparecidos e possíveis sobreviventes seguem ininterruptas deste o momento do desabamento. Segundo a Prefeitura de Fortaleza, o prédio teria sido construído de maneira irregular. A administração pública da cidade confirma a inexistência de registros oficiais do edifício.

Momento do desabamento

Segundo o G1, nas imagens de vídeo, além das pessoas identificadas no interior do condomínio, um homem foi visto do lado de fora do prédio, que correu após perceber que o prédio iria desabar. O homem foi identificado como Vando Pereira, que trabalhava como vigilante em uma loja vizinha ao prédio. O vigilante deu detalhes sobre o momento do desabamento, contando que estaria sentado quando teria ouvido um estalo e percebido a presença de poeira no local.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Curiosidades

Vando afirmou que teria saído correndo, conseguindo se salvar. O vigilante contou, ainda, que após a queda do prédio, destroços teriam ficado espalhados por toda a parte, e que houve correria de pessoas que estariam ao redor do edifício.

O que se sabe até o presente momento é que o edifício Andrea teria desabado às 10h28 da última terça-feira (15). Duas mortes já foram confirmadas, uma na noite de terça (15), por volta das 23h55, e outra na manhã desta quarta-feira (16).

As ruas que ficam no entorno do prédio, que ficava no cruzamento na Rua Tibúrcio Cavalcante com rua Tomás Acioli, seguem bloqueadas. O edifício ficava próximo à Praia de Iracema, uma região conhecida pelo turismo em Fortaleza.

Pânico e correria

De acordo com o portal R7, testemunhas que estavam próximas ao local do desabamento relataram pânico e correria no momento em que o prédio veio abaixo. A atendente Samanta Almeida relatou que houve uma explosão enorme e que as pessoas pensaram ser decorrente de gás de cozinha.

Momentos após a queda, equipes do Corpo de Bombeiros chegaram ao local. Uma recepcionista que trabalha em um escritório de contabilidade vizinho ao prédio, afirmou que já havia comentado que o prédio seria antigo, mas nunca poderia imaginar a tragédia. A funcionária contou, ainda, que o edifício costumava ter vários idosos e crianças.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo