Foi preso nesta segunda-feira(11) um homem de 41 anos que teria furtado calcinhas e lingeries nos varais da vizinhança.

Ele foi detido pela Policia Militar. O fato ocorreu em Turmalina, no Vale de Jequitinhonha, Minas Gerais. Segundo as investigações em seu nome já havia um mandado de prisão em aberto por Furto. Foi encontrado na casa dele, 1 mil calcinhas e 45 sutiãs. Em relatos dos investigadores foi revelado que é a segunda vez que o suspeito é capturado pelo mesmo tipo de violação.

Suspeito teria realizado tratamento psicológico

De acordo com a delegada Júnia Mara Rodrigues responsável pela eventualidade, foi afirmado nesta quarta-feira(13) que o homem sofre de trastorno metal.

Conforme esclarecimentos foi informado pela emissária que o indivíduo teria confessado ser “ladrão de peças intimas”, garantindo que ele furtava as calcinhas nos varais em quintais das residências da cidade e teria sido relatado da mesma forma que ele já havia passado por tratamento psicológico, na tentativa de por um desfecho neste crime, mas informou o suspeito que não alcançou o êxito. E segundo informação obtidas da policial, o homem expressou ter uma “vontade indomável” de apropriar-se das calcinhas.

A procuradora esclareceu com veracidade, nesta segunda-feira, que assistentes da Policía Militar de Turmalina,Minas Gerais havia chegado até o domicilio do culpado para executar um mandado de prisão em oposição ao suspeito pelo mesmo tipo de latrocínio realizado há poucos anos atrás. Ao chegar na casa do homem, os investigadores acabaram revelando uma grande quantidade de peças intimas, que estariam escondidos em diversos lugares da casa: por baixo da cama, no interior do colchão e no guarda-roupas.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Polícia Mulher

Os pertences foram confiscados e entregue a delegacia do município. O indivíduo por vez estaria usando uma das peças intimas que ele teria furtado.

Júnia Mara Rodrigues comunicou que uma nova investigação foi estabelecida para averiguar o roubo associado a ampla abundância de lingeries encontradas na moradia do suspeito. E ainda foi afirmado por Júnia Mara que para investigar e finalizar o inquérito, a Policia Civil vai demandar as mulheres que tiveram suas calcinhas furtadas prováveis vitimas do fanático, para apresentar-se a delegacia a fim de que sejam capazes de identificar os objetos furtados, pretendendo comprovar os roubos.

Em conformidade com a procuradora responsável pela ocorrência, o “ladrão de calcinhas” será encaminhado para o presídio de Turmalina, onde vai prosseguir a disposição da justiça.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo