Desde a noite desta sexta-feira (29), um vídeo que mostra larvas saindo de dentro de um pedaço de carne tem circulado nas redes sociais. O vídeo foi gravado na Churrascaria Bela Rio, na Barra Funda, em São Paulo.

O funcionário serve um pedaço de costela ao cliente que, ao ver as larvas, logo começa a filmar e expressar sua decepção. Não se sabe ao certo quando o fato aconteceu, mas o vídeo está tendo grande repercussão junto aos internautas.

De acordo com a churrascaria, que funciona há 45 anos, sua principal função é fornecer atendimento e alimentos de qualidade.

Nesse sentido, ressaltou que já está tomando as providências cabíveis junto aos fornecedores. Em nota veiculada na página do Facebook, a mesma afirmou que analisará o lote recebido e que mudará de fornecedor.

Ao ser procurada pelo G1 a gerência da empresa informou que os advogados e representantes já estão tomando as providências cabíveis e ressaltou que repudia atos que possam constranger ou colocar a Saúde e integridade de seus clientes em risco.

Até o momento, não se sabe a posição da Vigilância Sanitária

Churrascaria Bela Rio

O estabelecimento funciona na Barra Funda, Zona Oeste de São Paulo, desde 1972, sendo uma das pioneiras no sistema de rodízio em São Paulo.

De acordo com o site da empresa, as carnes são preparadas nos mesmos padrões de quando o estabelecimento iniciou as atividades, há aproximadamente 47 anos.

O estabelecimento conta com profissionais especializados e também possui uma área aberta ao ar livre, uma lanchonete, estacionamento e manobristas.

Como escolher uma carne de qualidade

A especialista em carnes Cilene da Silva Gomes Ribeiro contou à Gazeta do Povo que é necessário que o indivíduo tenha conhecimento suficiente para detectar se a carne é própria para consumo.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Polícia Saúde

Dentre as características que devem ser observadas ela citou: a textura firme ao ser apertada; cheiro caracteristicamente sutil, não sendo acidificado ou intenso; e cor vermelha natural intensa, por exemplo, da carne bovina.

Segundo dados do IBGE (2017), o brasileiro consome bastante carne e, por esse motivo, é necessário se atentar às carnes estragadas, pois podem causar graves intoxicações alimentares por bactérias como a Salmonelas e a E. Coli.

Carnes de má qualidade também podem causar uma sobrecarga renal, favorecendo a formação de cálculos renais e, em casos extremos, levar ao câncer. Portanto, ainda que não apareçam as larvas a olho nu é preciso conhecer se a carne é de boa ou má qualidade.

Operações da Polícia Federal

Ações da Polícia Federal relacionadas à adulteração da carne têm sido constantes, mas ainda se percebe várias irregularidades, como a venda de produtos vencidos, que sofrem modificação quando substâncias altamente cancerígenas são usadas na carne, de modo a mascarar a má qualidade do produto.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo