O corpo de uma maquiadora foi encontrado em sua casa, em Várzea Paulista, São Paulo, onde morava com o marido há três meses.

Há três meses a maquiadora se casou com Marcelo Augusto de Souza, mas o que era para ser um "felizes para sempre", acabou em uma tragédia três meses após eles se casarem.

Em uma publicação em seu Facebook, Francine fez uma declaração de amor ao marido Marcelo no mês de setembro, usando uma foto do dia do casamento.

Na publicação ela diz que Marcelo é filho da melhor amiga de sua mãe, que eles são amigos de infância, que cresceram juntos, estudaram juntos e brincaram juntos na rua, e que agora ele era seu marido.

O site Universa conseguiu ter acesso ao BO (Boletim de Ocorrência) do caso de Francine. Nele diz que a Mulher não procurava a família desde o dia 22 de dezembro e que esse seria o dia do assassinato.

O marido, Marcelo Augusto foi preso suspeito de feminicídio e ocultação de cadáver. Quando levado para a delegacia, o homem teria confessado que matou a esposa com uma lâmina de barbear.

Marcelo Auguto foi levado para o Centro de Triagem do Campo Limpo para aguardar o dia da audiência de custódia.

Ex-marido encontrou o corpo

O ex-marido de Francine desconfiou da ausência da mulher, ficou preocupado e foi até a casa dela para ver se estava tudo bem na tarde da véspera de Natal.

Segundo o site Universa, que teve acesso às informações, o ex-marido de Francine viu a maquiadora jogada no sofá com cortes no pescoço. Ao lado dela estava o marido, Marcelo, com cortes nos pulsos e pescoço.

Segundo informações da Polícia, Marcelo tentou simular suicídio do casal.

A maquiadora deixou dois filhos, uma menina de três anos e um menino de 1 ano, do seu primeiro casamento.

Um dia após o assassinato de Francine, uma carta foi publicada em seu Facebook supostamente escrita por ela. Na carta dizia que Francine não aguentava mais a pressão psicológica que a família dela e do marido estavam fazendo sobre eles contra a união.

Na carta supostamente escrita por Francine ela ainda diz que ela e Marcelo não aguentam mais e só querem ter paz.

Segundo amigos e parentes da maquiadora, a carta teria sido publicada por Marcelo Augusto, na tentativa de fazer a simulação de suicídio parecer real.

O motivo do assassinato não foi descoberto ainda, mas há teorias por parte de alguns familiares de Francine Rigo. Segundo eles, Marcelo queria que a mulher fizesse um aborto e ela se recusava, mas os parentes não sabem se a suposta gravidez realmente existiu.

Siga as suas paixões.
Fique atualizado.

O fato é que a polícia desconfia que o suicídio não existiu e foi uma maneira de Marcelo tentar se livrar da condenação por assassinar a esposa, tendo em vista que ele confessou o crime na delegacia.

Não perca a nossa página no Facebook!