O corpo carbonizado encontrando dentro de um carro incendiado em uma estrada rural de São Roque, no interior de São Paulo, na manhã desta quarta-feira (15), pertence a motorista de aplicativo Amanda Pereira Agustinho Giovanetti, de 29 anos. Ela era de Limeira, também no interior de São Paulo, e estava desaparecida desde o dia anterior.

A mãe e o padrasto da vítima estiveram no Instituto Médico Legal (IML) de Sorocaba e reconheceram o corpo da jovem. Ela estava no banco de trás do veículo, que foi encontrado, ainda em chamas, por volta das 10 horas, na Estrada Ernesto Stokler de Lima.

Uma pessoa viu o carro pegando fogo e acionou o Corpo de Bombeiros.

De acordo com informações que constam no boletim de ocorrência, dentro do carro, um Fiat Pálio, que estava com uma das portas abertas, foi encontrado um telefone celular, um relógio, além de uma cápsula de munição de arma de fogo. Fora do veículo foi achada outra cápsula e uma caixa de fósforos.

Familiares disseram que o último contato que ela fez foi na manhã de quarta-feira (15). Na ocasião, ela teria informado ao namorado que estaria indo para São Paulo fazer uma corrida.

A Polícia Civil de São Roque fará a investigação do caso e por enquanto não há nenhum suspeito.

99 lamenta morte da motorista

Em nota, a empresa de transporte por aplicativo, 99, lamentou a morte de sua motorista e disse que sua última corrida, feita no dia 14, foi encerrada sem problemas e por conta disso ela não estava em corrida no momento em que ocorreu o crime.

A empresa disse ainda que se solidariza pela família e se colocou à disposição da polícia para colaborar com as investigações.

Mulher morre em tombamento de carreta

Também em São Roque, uma mulher de 32 anos morreu após uma carreta tombar na Rodovia Raposo Tavares, na altura do quilômetro 48, sentido capital, por volta das 21 horas desta quarta-feira (15). A vítima estava no banco do passageiro do veículo.

Segundo informações passadas pela Viaoeste, concessionária que administra a rodovia, na carreta também estavam os dois filhos da vítima e seu marido, que era o motorista.

Eles também ficaram feridos no acidente.

Uma das três vítimas feridas foi levada em estado grave para o Hospital Regional de Osasco, enquanto que os outros dois foram encaminhados ao Hospital Municipal de Cotia. Todos eles seriam moradores do Paraná e até o final da tarde desta quinta-feira (16), não havia informações sobre o estado de saúde deles.

Ainda de acordo com a concessionária, o motorista da carreta, com placas de Foz do Iguaçu, teria perdido o controle em uma curva. O veículo bateu no guard-rail, derrubou um posto e tombou no canteiro central da rodovia.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!