A Polícia Militar prendeu um homem de 32 anos na noite do último sábado (4), por maus-tratos, no bairro Coophavila II, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. O suspeito foi até a delegacia levando a filha acorrentada pelo pulso direito e pediu para que os policiais impedissem o encontro dela com o namorado.

Na delegacia, o homem disse aos policiais que mantinha a filha naquela situação para que ela não fugisse de casa para se encontrar com o namorado, que também é menor de idade. Ele contou ainda que na manhã daquele mesmo dia ela havia fugido de casa após dizer que estava grávida.

Após conseguir encontrá-la, ele decidiu levar a filha acorrentada até o batalhão para tentar uma solução, mas ao invés disso, ele acabou detido pelo crime de maus-tratos.

O Conselho Tutelar da cidade foi acionado para acompanhar o caso. Além de estar acorrentada, a garota também apresentava lesões pelo corpo, a qual ela disse serem em razão das agressões que sofria de seu pai.

O homem, apontado como sendo violento, já tem várias passagens pela polícia por violência doméstica, lesão corporal e ameaça.

Ainda existe um registro relativo a outra fuga da adolescente ocorrido no ano passado.

Ainda de acordo com os policiais, esta não seria a primeira acusação de maus-tratos contra o homem. Outro caso envolveu o filho de 13 anos, o homem teria ameaçado a criança de ter que comer um vidro inteiro de pimenta, caso não obedecesse às suas ordens.

Preso em flagrante, o homem foi encaminhado à Delegacia de Pronto Atendimento Cepol (Depac Cepol), onde segue detido.

Matou companheiro e chamou a polícia

Cansada das agressões e com medo das ameaças que vinha sofrendo, uma jovem de 19 anos matou a tiros seu companheiro e depois ligou para a polícia relatando o que tinha feito. O caso aconteceu na noite do último sábado (4), em Caicó, na região Seridó potiguar, no Rio Grande do Norte. A jovem acabou sendo detida, mas as autoridades estão tratando como caso de legítima defesa.

A jovem mantinha um relacionamento de aproximadamente dois anos com o rapaz de 25 anos. No começo da relação eles chegaram a morar um tempo juntos, mas após várias agressões verbais, se separaram. No entanto, há pouco tempo eles voltaram a conviver na mesma casa, porém o rapaz passou a demostrar ciúmes excessivo, chegando a agredi-la fisicamente e lhe ameaçar com uma faca e com a arma de fogo que possuía e era registrada.

Siga as suas paixões.
Fique atualizado.

Uma nova briga ocorreu no final de semana, quando após ser novamente ameaçada, a jovem conseguiu alcançar a arma de fogo e atirou contra o agressor. Depois ela ligou pra a polícia e permaneceu no local aguardando a chegada dos PMs. Até a manhã deste domingo (5), a jovem seguia detida.

Não perca a nossa página no Facebook!