A Itália se tornou nesta quinta-feira (19) o país com o maior número de vítimas fatais por conta do coronavírus. A agência Reuters divulgou um balanço das autoridades onde revelou que o número de mortos no país chegou a 3.405, enquanto na China foram registrados 3.245 óbitos. Somente em um único dia o país registrou 475 mortes.

Com mais de 41 mil casos confirmados, o governo italiano impôs uma série de restrições e medidas visando reduzir ao máximo a circulação de pessoas pelo país e elas só devem deixar suas casas em caso de necessidade extrema.

Mesmo com todas essas iniciativas, o país não consegue reduzir o número de casos, o que fez o governo ampliar o período em que as pessoas devam permanecer em suas casas.

Exército recolhe corpos de vítimas do coronavírus

O norte é a região da Itália que se encontra em situação mais complicada e com os serviços funerários sobrecarregados. O Exército tem feito o serviço de retirada dos corpos das cidades. Moradores de Bergamo registraram em vídeos filas de caminhões militares retirando caixões de um cemitério da cidade.

De acordo com um porta-voz do Exército italiano, 50 soltados e 15 caminhões estão sendo utilizados para a transferência dos corpos. Com seus crematórios sobrecarregados, Bergamo também está enviando corpos para crematórios de localidades vizinhas.

China sem transmissão local do coronavírus

Pela primeira vez a China não registrou no período de 24 horas no país nenhum caso local de contágio do coronavírus, de acordo com informações divulgadas nesta quinta-feira (19) pelas autoridades locais.

Os 34 casos positivos detectados nesse período foram em pessoas que vieram do exterior.

As autoridades também disseram que nesse período de 24 horas foram registradas oito mortes no país e que 7.263 pacientes ainda seguem internados no país.

Coronavírus faz quinta vítima em SP

Nesta quinta-feira (19), a rede Prevent Senior confirmou a quinta morte por conta do coronavírus somente no estado de São Paulo.

A instituição não revelou o perfil da vítima, como sexo, idade ou se ela já apresentava algum tipo de doença crônica.

As outras três mortes confirmadas no estado são de pacientes que têm 65, 81 e 85 anos. Todos eles estavam internados em hospitais da rede privada de saúde. O último balanço divulgado pela Secretaria de Saúde informava que eram 240 casos confirmados em todo o estado, sendo que pela primeira vez foram registrados casos no interior.

Já os números de todo o território brasileiro, de acordo com as secretarias estaduais de saúde, apontam para 512 pessoas infectadas e outras duas mortes, ambas registradas no Rio de Janeiro.

Não perca a nossa página no Facebook!