Alguns detentos da Penitenciária Estadual de Santana do Livramento, no Rio Grande do Sul, realizaram uma rebelião na tarde do último domingo (29). De acordo com algumas informações, o motivo da rebelião seria restrição de visitas e da entrada de alimentos no presídio, determinada pelo governo gaúcho, como medida para prevenção do novo coronavírus.

O comandante da Brigada Militar do estado, tenente-coronel Glademir Otero, disse que o grupo causou prejuízos físicos à estrutura da penitenciária e alguns detentos ficaram feridos. Não houve registro de fuga em meio a confusão.

Trabalho de solidariedade

Em meio ao surto da covid-19, cerca de 200 detentos do noroeste do estado de São Paulo tiveram uma atividade em prol da sociedade. De acordo com algumas informações, os presos estão confeccionando máscaras para o uso da população que será vendida a R$ 0,80 por peça.

Essa é uma medida para aumentar ainda mais o número de itens de prevenção do vírus que avança ainda mais nas terras brasileiras. A previsão é de que sejam produzidas 26 mil peças por dia nas fábricas adaptadas. Essa ideia irá se estender por todo o período de quarentena.

A ação dos detentos em prol da sociedade poderá servir de modelo para que outras penitenciárias do Brasil adotem essa iniciativa. Pelas redes sociais, muitos internautas comentaram sobre o respectivo assunto.

Muitos ficaram surpresos com tal iniciativa e que apoiam, já que irá servir para a população se proteger da covid-19 que está matando pessoas diariamente no país.

Situação do país em meio a pandemia do covid-19

Diariamente, informações sobre o respectivo vírus é divulgada pelo Ministério de Saúde. Os profissionais da área da saúde informaram que a situação do Brasil poderá ser igualitária a de países europeus se uma medida extrema de isolamento não for adotada por entidades governamentais.

O Brasil vive um momento bastante delicado, pois o atual presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, informa que as atividades profissionais deveriam ser retomadas, pois os cofres públicos poderão ser diretamente afetados a longo prazo. Por outro lado, o Ministério da Saúde informa que todos os brasileiros deverão permanecer em quarentena total até que a proliferação da covid-19 seja normalizada no país.

No momento, o brasileiro fica em uma situação de incerteza sobre a retomada nas atividades profissionais. Muitos profissionais que trabalham de forma autônoma estão exercendo suas funções profissionais normalmente em meio a pandemia, já que muitos trabalhadores não possuem uma renda extra.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!