O policial militar Gabriel Monteiro foi até suas redes sociais para manifestar sua indignação com o ocorrido em seu trabalho. O jovem perdeu seu porte de arma de fogo após supostas denúncias contra superiores na PMERJ (Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro). Indignado com o fato, Gabriel decidiu mostrar as inúmeras ameaças que vem recebendo por mensagens vindas de traficantes.

O teor das conversas pôde ser visto pelos internautas nesta quinta-feira (5) nas redes sociais de Gabriel. O PM é conhecido por milhares de pessoas devido ao seu trabalho como YouTuber, usando a notoriedade que tem na plataforma para proferir acusações ao alto escalão da PM, afirmando que os mesmos mantinham relações com a facção criminosa do Rio de Janeiro denominada Comando Vermelho.

No momento, o rapaz perdeu seu porte de arma, estando em processo de expulsão da PM. Mesmo mostrando temer por sua segurança e o que ocorrerá num futuro próximo, Gabriel afirma a todo o momento que está falando a verdade.

O coronel denunciado, de acordo com as palavras de Gabriel, se locomove em áreas dominadas pelo Comando Vermelho de forma natural, sem perigos e sem nem mesmo ser escoltado. De acordo com o BOPE, para conseguir se adentrar em tais áreas, se mostra necessário a realização de uma megaoperação.

Gabriel, então, se indagou, perguntando como que o profissional consegue entrar em lugares considerados o coração da facção sem quaisquer dificuldades.

Veja as mensagens que o jovem recebeu e divulgou em seu Twitter:

Eduardo Bolsonaro sai em defesa de Gabriel Monteiro

Após ir até seu canal do YouTube para afirmar que teve seu porte de arma suspenso e está submetido a um processo administrativo disciplinar que, para sua infelicidade, poderá retirá-lo da PM, diversos parlamentares foram à público para manifestar seu repúdio contra os acontecimentos, se posicionando a favor de Gabriel Monteiro. Um deles, para a surpresa de muitos, foi o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

O filho do atual presidente da República, Jair Bolsonaro, foi até seu Twitter com o intuito de proferir mensagens positivas para o jovem. Na publicação, Eduardo disse que não conhece o jovem, mas que, no entanto, retirar a posse de sua arma soa como uma sentença de morte do mesmo.

Eduardo ressaltou que, pelo o que sabe de Gabriel Monteiro devido aos vídeos publicados no YouTube, o rapaz aparenta realizar um bom trabalho. Continuando, afirmou mais uma vez ser a favor de que todo cidadão de bem possa ter o porte de arma, ainda mais quando se trata de um policial que está sendo ameaçado por facções.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!