O coronavírus vem se alastrando em todo o planeta terra, virando uma verdadeira epidemia e deixando milhões de pessoas ao redor do mundo em pânico. No Brasil, dois casos já foram confirmados e, até mesmo na emissora SBT, há suspeitas de pessoas infectadas pela nova epidemia. Uma jornalista que trabalha no canal necessitou ser internada e submetida a exames no hospital Albert Einstein, localizado na capital paulista.

De acordo com as informações passadas pelo colunista Flávio Ricco, do portal UOL, a emissora de Silvio Santos emitiu até mesmo uma nota pedindo para que todos os funcionários do local pudessem se prevenir.

Nas palavras do jornalista, o profissional da emissora tem 12 anos de trabalho no SBT, necessitando que fique em casa pelos próximos dias até os resultados de seus exames comprovarem que não está infectado pelo Covid-19.

O jornalista suspeito de ter pego a doença passou suas férias na cidade de Miami, localizada nos Estados Unidos. A redação se vê extremamente preocupada, pois alguns funcionários da emissora podem ter entrado em contato com a gripe por meio do mesmo.

Ainda de acordo com a nota emitia pela assessoria do SBT, o jornalista havia recebido alta e, por enquanto, necessita ficar isolado dentro de sua casa.

No bilhete, foi afirmado que os funcionários devem ficar de olho em possíveis febres, tosses ou dificuldades para conseguir respirar.

Ainda no comunicado, foi exposto que, quem apresentar tais sintomas listados, deverá procurar mediatamente um hospital, afirmando que teve contato com um paciente que está suspeito de ter sido infectado com coronavírus.

O nome do jornalista até o momento não foi divulgado, sendo respeitado a recomendação emitida pelo Ministério da Saúde, que decidiu não revelar os pacientes suspeitos de estarem com o vírus.

No mundo, até o momento desta publicação, 90 mil pessoas contraírem o Covid-19, se espalhando por 75 países e territórios, somando 3.080 mortes no total.

Medidas para evitar a contaminação do coronavírus

Algumas medidas podem ser tomadas para evitar a infecção do novo vírus que se espalha em uma velocidade alarmante. Cobrir o nariz e a boca sempre que espirrar e lavar as mãos diversas vezes ao dia são algumas medidas que poderão evitar a infecção da enfermidade.

De acordo com as recomendações dos especialistas, caso alguém sinta com doenças respiratórias, é necessário não entrar em pânico e buscar atendimentos médicos somente se os sintomas de tosse, febre e coriza persistirem.

Segundo o gerente do Controle de Infecção Hospitalar do Sabará, Ivanildo Oliveira Júnior, os artigos científicos e os casos confirmados apontaram que, na maioria dos casos, a doença não evoluirá para quadros graves.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Siga a página Tendências
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!