No domingo (1°), o deputado Osmar Terra (PMDB), negou em nota que tenha um caso extraconjugal com a primeira-dama Michelle Bolsonaro. Em uma nota no seu Twitter, rede social na qual a polêmica repercutiu durante o domingo inteiro, o deputado escreveu que a “matilha” tinha se superado.

Segundo ele, tal grupo havia agredido aquilo que ele tinha de mais sagrado, que era sua família e sua própria integridade moral. Isso só vem do lixo da “esgotofera” nas redes sociais e de setores dentro da imprensa.

Termina sua nota dizendo que “eles” não vão lhe constranger.

Polêmica sobre suposta traição

A polêmica começou graças a uma nota do site da Istoé, do jornalista e diretor Germano Oliveira, publicada no dia 21 de fevereiro, que descobriram na internet. A nota tem o nome “O esforço de Bolsonaro para vigiar a mulher de perto”, e o texto diz que Michelle estava demonstrando um certo desconforto dentro do casamento, sobretudo quando viajou só ela e o ex-ministro Osmar Terra nos últimos meses.

Eles ficaram mais próximos durante o mês de julho de 2019, por conta do Programa Nacional do Voluntariado, segundo o artigo, que tem o nome de Pátria Voluntária. A primeira-dama é a presidente do conselho e estava sob coordenação do ex-ministro Osmar Terra.

Ainda segundo a coluna de Germano, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) decide vigiar ela "mais de perto” depois de planejar uma sala exclusiva para ela dentro da Biblioteca do Palácio do Planalto.

Contudo, foi deixado de lado, logo após a polêmica com a reforma da biblioteca.

Terra foi demitido uma semana antes do Carnaval, assumindo o deputado Onix Lorenzoni o posto de ministro da Cidadania. Para ter uma certa compensação, Bolsonaro nomeou o deputado do PMDB como um novo líder do seu Governo na Câmara, e deve assumir nas próximas semanas.

Terra completa na sua nota do Twitter, que o governo já tem mostrado que fará mudanças que o país precisava e os opositores junto com supostos lobistas de drogas que ficaram na beira do caminho, enquanto uma nova nação vai passar.

Diante da polêmica do assunto, o nome de Michelle Bolsonaro e de Osmar Terra, ficaram em primeiro na rede social do Twitter.

As redes sociais e a primeira-dama

Durante o domingo, as redes sociais ficaram em êxtase comentando uma suposta traição cometida pela então primeira-dama, Michelle Bolsonaro. O nome de Osmar Terra acabou entrando nos trending topics do Twitter, mas o caso acabou tomando grandes proporções na reta final do fim de semana.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Governo
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!