Apesar das pessoas com mais de 60 anos serem o grupo mais vulnerável e também a grande maioria das vítimas fatais do coronavírus, ele também pode ser fatal para pessoas mais novas. Uma das mortes registradas no estado de São Paulo é de um homem de 49 anos.

Morador do bairro do Limão, na capital, o manobrista Antonio Brito dos Santos, tinha 49 anos e já havia realizado tratamento contra a tuberculose, doença que afeta os pulmões. Ele foi sepultado na última quinta-feira (19), porém, somente neste sábado (21), que a família foi informada, por telefone, que ele estava infectado com o novo coronavírus, o que gerou apreensão entre os familiares.

“Eles ligaram hoje confirmado que meu pai tinha dado positivo. Falaram para a gente fazer quarentena", disse Ricardo Brito dos Santos, filho do manobrista.

Trabalhou dois dias antes de ir ao médico

O motivo da preocupação dos familiares é que Antonio passou vários dias, quando já infectado, no convívio com a família. Os primeiros sintomas, uma febre leve, apareceram no dia 11 e foi tratada com dipirona. Nos dois dias seguintes ele foi trabalhar normalmente em um estacionamento no centro da cidade.

No sábado (14), ele procurou atendimento médico em uma unidade da Assistência Médico Ambulatorial (AMA), no Limão.

O filho lembra que nesse primeiro atendimento a médica chegou a descartar que ele pudesse estar com o coronavírus. Ela tirou raio-X, o qual apontou que ele estava com pneumonia. Foram-lhe receitados alguns remédios e dito para que o manobrista fizesse seu tratamento em casa.

Retorno ao hospital na segunda-feira

Já na última segunda-feira (16), Antonio acordou com falta de ar e febre alta, sintomas decorrentes do coronavírus, e retornou ao AMA. De lá ele foi encaminhado para o Hospital Vila Nova Cachoeirinha e posteriormente foi cogitada uma transferência para o Hospital das Clínicas, mas os médicos acabaram desistindo. Naquela mesma segunda-feira, cinco dias após apresentar os primeiros sintomas, Antonio veio a falecer.

Segundo os familiares, apenas dentro de casa Antonio teve contato com nove pessoas, além dos colegas de trabalho do estacionamento onde trabalhava. A família diz ainda que não recebeu nenhuma orientação específica com relação para evitarem contato, apenas pediram para tomarem cuidado, pois havia suspeita dele estar infectado. Eles dizem ainda que em nenhum momento foram chamados para fazerem o teste.

Números do coronavírus atualizados

O Ministério da Saúde atualizou neste sábado os números do coronavírus no Brasil. De acordo com a pasta, em todo o país são 1.128 casos e 18 mortes.

No entanto, horas depois desse anúncio foi confirmado o primeiro caso positivo em Roraima, fazendo agora com que todos os estados tenham pelo menos um caso registrado.

Levando em conta os números divulgados pelas secretarias estaduais, são 1.178 casos.

Não perca a nossa página no Facebook!