Mais um jogador da Juventus testou positivo para o coronavírus. Exames feitos no atacante argentino Paulo Dybala apontou que ele foi infectado com a doença, que já matou quase 5 mil pessoas na Itália. O atleta está em isolamento voluntário desde o dia 11, vem sendo acompanhado por médicos e até o momento não apresentou nenhum sintoma.

Foi ele mesmo, que fazendo uso de suas redes sociais, divulgou que tanto ele, quando sua esposa, Oriana, testaram positivo. “Gostaria de comunicar a todos que acabei de receber os resultados do teste para a Covid-19”, escreveu o atacante.

Ele disse que está bem e agradeceu a todos pelas mensagens.

Com a confirmação do argentino, já são três os jogadores do elenco da Juventus que estão infectados. Antes já havia sido divulgado que meio-campista Blaise Matuidi e o zagueiro Daniele Rugani também haviam testado positivo para o coronavírus.

Com o Campeonato Italiano e a Liga dos Campeões suspensa, além do adiamento da Eurocopa para o ano que vem, a Juventus segue com seus trabalhos suspensos. Nesta semana, o brasileiro Douglas Costa deixou seu isolamento voluntário e retornou ao Brasil. O mesmo fez Higuaín que voltou para a Argentina.

Quase 800 mortos em um dia na Itália

A Itália é o país que mais tem registrado mortos desde o início da pandemia.

Apenas nas últimas 24 horas foram 793 pessoas que faleceram em decorrência da doença. Com isso, o total de mortos no país subiu para 4.825.

O número de casos por lá já ultrapassam os 53 mil. A região da Lombardia é onde se concentra o maior número de casos. Por outro lado, o número de pessoas que se infectaram em todo o país já ultrapassa os seis mil.

Números atualizados em todo o Brasil

O número de pessoas infectadas no Brasil por conta do novo coronavírus havia chegado a 1.128 casos, de acordo com dados divulgados pelo Ministério da Saúde na tarde deste sábado (21).

Roraima era até a tarde deste sábado o único estado brasileiro que ainda não havia nenhum caso confirmado.

A maior parte desses casos está concentrada no estado de São Paulo, onde há 459 pessoas infectadas e 15 mortos, o que fez o governo decretar quarentena a partir da próxima terça. Com isso, a taxa de letalidade no estado é de 3,3%. As outras três mortes ocorreram no estado do Rio de Janeiro, onde há um total de 119 casos confirmados. Lá a taxa de letalidade é de 2,5%

O número de casos suspeitos, de acordo com o MS, deixou de ser divulgado uma vez agora está havendo transmissão comunitária, ou seja, já é impossível saber como a pessoa foi contagiada.

Segundo João Gabbardo, secretário-executivo do ministério, a transmissão comunitária faz com que qualquer brasileiro que apresentar síndrome gripal possa passar a ser considerado um caso suspeito.

Não perca a nossa página no Facebook!