Foi encontrado nesta sexta-feira (24) o corpo de Jonathan Rodrigues, de 23 anos, que estava desaparecido desde a semana passada, quando havia saído para ir a uma festa em Sorocaba, no interior de São Paulo.

Ele estava em uma ribanceira, na entrada do Laranjeira, que fica no bairro Inhaíba, zona rural da cidade, e ao lado dele estava o corpo de um amigo, Luiz Henrique Lucas Santos, também de 23 anos. Um morador da região que passava pela estrada avistou os cadáveres e acionou a Polícia Militar.

De acordo com informações passadas pelos policiais, nos corpos havia vários hematomas e acredita-se que eles também tenham sido degolados.

Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Sorocaba e uma necropsia apontará a causa das mortes.

“Não sei o que pode ter acontecido. Não estou acreditando que meu filho está morto", afirmou Silvio Crepalde, o pai de Jonathan. Ele informou que o corpo do filho será sepultado na próxima segunda-feira (23).

O caso segue sendo investigado pela Polícia Civil.

O desaparecimento

De acordo com o pai de Jonathan, o jovem havia saído de casa no dia 16 (quinta-feira) dizendo que estava indo para uma festa junto com um amigo. Ele chegou a voltar para casa, mas voltou a sair e desde então não havia mais dado notícias.

No dia seguinte, o mesmo amigo com quem Jonathan tinha ido à festa foi até lá e entregou roupas e o telefone celular do jovem e depois desapareceu.

Quem recebeu os objetos foi o irmão mais novo da vítima, de dez anos de idade. Na ocasião o fato causou estranheza nos familiares.

Morador de rua é achado morto no centro

O corpo de um homem em situação de rua, de aparentemente 60 anos de idade, foi encontrado na manhã deste sábado (25), na rua São Bento, no centro de Sorocaba.

De acordo com a polícia, a vítima costumava dormir em frente a agências bancárias que existem na região onde várias outras pessoas que vivem na mesma condição costumam ficar.

Ele estava na calçada enrolado em um cobertor e não foram encontrados sinais de violência no corpo, o que indica que ele possa ter morrido de causas naturais devido a algum problema de saúde.

Algumas pessoas que estavam próximas disseram não saber o nome da vítima e nem sua idade. De acordo com eles, o homem passou a frequentar a região há cera de seis meses.

Na seção de comentários do portal do jornal Cruzeiro do Sul, um leitor disse que há poucos dias havia conversado com ele e o mesmo havia dito que era a cidade de Buri. O leitor disse ainda que tentaria entrar em contato com algum familiar.

A Polícia Técnica foi acionada e um carro do serviço funerário recolheu o cadáver e o encaminhou até o Instituto Médico Legal (IML) da cidade. A Polícia Civil irá investigar o caso.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!