Durante problemas em relação ao benefício dado pelo governo para as pessoas que trabalham de forma autônoma, um vídeo, que circula nas redes sociais, mostra um policial militar ajudando uma pessoa que estava com algumas dificuldades para o recebimento do auxílio emergencial. O caso foi registrado nesta última quinta-feira (23), no bairro Granja Portugal, em Fortaleza (CE).

As imagens mostram um Policial Militar orientando um homem com gestos de libras, ato esse que é usado para aquelas pessoas que tem dificuldade para comunicação verbal. Pessoas que estavam na fila para o recebimento do auxílio ficaram surpresas com tal atitude do policial militar e gravaram.

Em poucas horas após a publicação do vídeo nas redes sociais, as imagens já haviam ganhado diversas visualizações.

Em uma rede social, o vídeo conta com a participação de mais de 900 curtidas e pouco mais de 4 mil visualizações. Pelo ato solidário, muitas pessoas comentando positivamente a respeito da atitude do policial militar.

Auxílio emergencial

Por conta da proliferação da covid-19 no país, o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, aprovou um projeto de lei para beneficiar algumas pessoas que se encontram em situações precárias por falta de trabalho nessa quarentena. O valor do benefício será de R$ 600 reais.

O auxílio será dado mensalmente para as pessoas que se enquadram nas exigências estabelecidas e se extinguirá até que a pandemia seja controlada no país.

Ainda não tem dados específicos de quantas pessoas irão ser beneficiadas com o auxílio, mas o governo federal informou que os cofres públicos irão disponibilizar um valor bilionário para ajudar os trabalhadores que não estão conseguindo exercer suas funções profissionais nesse período de quarentena.

O presidente também sancionou uma lei proibindo os bancos de descontarem dívidas antigas quando o valor do benefício for creditado na conta dos beneficiários.

Covid-19

A doença já atingiu grandes estados do Brasil. De acordo com informações do Ministério da Saúde, São Paulo é o estado que está sendo mais afetado com a pandemia.

Rio de Janeiro vem logo atrás. Nesse período de quarentena, foram registrados 3.670 mortes, 27.655 pessoas que conseguiram se recuperar do vírus e pouco mais de 52.995 casos confirmados da doença.

Boletins informativos são divulgados diariamente por profissionais da área da saúde nas redes sociais, tendo em vista que muitos brasileiros continuam sem saber quais seriam os métodos de prevenção da doença. O presidente disse em algumas entrevistas coletivas que a situação do Brasil é bastante delicada, já que muitas pessoas continuam morrendo, mas que isso não poderia fazer com que as atividades profissionais deixem de acontecer.

Bolsonaro chegou a propor em suas redes sociais para que aquelas pessoas que não se enquadram no grupo de risco, que possam retornar as suas funções trabalhistas.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!