A cidade de Muriaé (MG) confirmou neste domingo (10) a primeira morte pelo novo coronavírus. A vítima foi internada no hospital são Paulo na última terça feira (5), e veio a falecer apenas quatro dias depois, no sábado (9).

O paciente era homem de 49 anos de idade que morava na cidade de Muriaé. Ele já possuía outras doenças, e também desenvolveu uma pneumonia em decorrência da Covid-19. Foi internado no Hospital São Paulo no dia 5, mas o quadro não teve melhoras, mesmo recebendo o tratamento mais adequado para a doença.

O homem teve que ser transferido para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), após ter um agravamento do quadro de pneumonia.

Mesmo estando na UTI, ele não respondeu ao tratamento e continuou piorando, principalmente a respiração. O paciente desenvolveu broncoespasmo, que impediu a passagem de ar para os pulmões e teve que ser entubado, respirando por ventilação mecânica. Contudo, ele não resistiu e veio a óbito no mesmo dia.

O novo coronavírus em Muriaé

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS), encerrou 175 casos que estavam sendo monitorados na cidade. São pessoas que estiveram em quarentena pelos 14 dias e não desenvolveram nenhum sintoma. 75 pessoas que fizeram o exame e tiveram resultado negativo.

Os casos considerados suspeitos tiveram um crescimento significativo, passando de 117 para 166 em apenas um dia. As pessoas que fizeram o teste somam 81 casos, e estão sendo investigadas pela Fundação Ezequiel Dias (FUNED), um instituto de pesquisa em ciências biológicas que tem ligação com a Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais.

Os outros 85 casos apresentam apenas sintomas gripais, e estão em observação pela SMS.

A cidade de Muriaé (MG) possui 36 casos confirmados, de acordo com o Boletim Epidemiológico do Diário Municipal no dia 9/5, sexta-feira. Desses 36, 14 foram curados e 22 continuam ativos.

O novo coronavírus pelo mundo

Os primeiros casos do vírus SARS-CoV-2 foram registrados em dezembro de 2019. O paciente zero foi na cidade de Wuhan, na China.

Ele é uma nova variação dos vírus SARS-COV e MERS-CoV, já conhecidos e catalogados pelos cientistas.

A primeira vítima fatal no mundo foi um homem chinês de 61 anos, no dia 9 de janeiro.

Atualmente, no mundo as mortes já chegam quase em 280 mil, e os casos confirmados somam mais de 4 milhões. No Brasil, as mortes pela doença já passaram de 10 mil, e os casos confirmados 156 mil.

Até o momento, não existe nenhum remédio com eficácia comprovada contra a Covid-19, doença causada pelo novo vírus.

A Organização Mundial de Saúde (OMS), juntamente aos médicos e infectologistas de todo o mundo, recomendam que as pessoas sigam com o isolamento social e usem máscaras caso precisem sair de casa. Também é necessário lavar as mãos sempre que possível e evitar tocar no rosto, já que boca e nariz são os principais pontos de entradas para o vírus.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Saúde
Seguir
Siga a página Ciência
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!