A polícia investiga a morte de um trabalhador, identificado como Riudu Pereira da Silva, de 51 anos. Seu corpo foi encontrado nesta segunda-feira (18), em avançado estado de decomposição, em uma igreja em construção, Aripuanã, cidade que fica a 976 quilômetros de Cuiabá, em Mato Grosso.

De acordo com informações preliminares passadas pela Polícia, a vítima tinha uma perfuração no tórax. A última vez que o trabalhador foi visto foi na última sexta-feira (15), quando ele estava em um bar na companhia de um homem, que é apontado como principal suspeito de ter cometido o homicídio.

O corpo do homem foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), onde seria submetido a exames de necropsia.

O corpo foi reconhecido pelo patrão da vítima e por seus amigos na manhã desta terça-feira (19). Não foram divulgadas informações sobre velório ou sepultamento do trabalhador.

Até o momento nenhum suspeito havia sido detido.

Caminhoneiro morre em acidente na BR 364

Um caminhoneiro morreu em um grave acidente ocorrido nesta segunda-feira (18), na altura do quilômetro 276, da BR 364, em Jaciara. A batida envolveu um carro de passeio e quatro carretas.

De acordo com informações passadas pela concessionária que administra a rodovia, o acidente foi desencadeado após uma das carretas tombar na pista. O caminhão que vinha logo atrás freou e a carreta também tombou. Na sequência, o carro de passeio e as duas outras carretas que também não conseguiram reduzir a velocidade a tempo se chocaram com os veículos tombados.

O motorista de uma das carretas envolvidas no acidente, que tinha placa de Juara, não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Ele não teve seu nome divulgado. Uma pessoa que estava em outra carreta ficou ferida e precisou ser socorrida. Já os ocupantes do carro de passeio não sofreram ferimentos.

Prédio precisa ser evacuado em Cuiabá

Um prédio residencial, situado no bairro Dom Aquino, em Cuiabá, precisou ser evacuado na madrugada desta terça-feira (19), após um dos apartamentos pegar fogo. As causas do incêndio ainda são desconhecidas e nenhuma pessoa ficou ferida.

O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 5h30 e quatro viaturas se dirigiram até o local.

O eficiente trabalho da corporação impediu que as chamas se alastrassem para os apartamentos vizinhos. Mais de 15 militares atuaram no combate ao fogo e o trabalho durou cerca de uma hora e foi preciso o auxílio de uma escada Magirus.

Quatro pessoas que moram no apartamento que fica logo acima do que pegou fogo precisaram ser resgatadas. Eles não conseguiram deixar o prédio por meios próprios por conta da fumaça. Os móveis do apartamento incendiado ficaram destruídos.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Religião
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!