Após a morte do menino Miguel Otávio, na última terça-feira (2), uma onda de comoção tomou conta das redes sociais. Miguel faleceu após cair do 9º andar de um prédio de luxo na região central do Recife, Pernambuco. O menino passava o dia com sua mãe, que trabalhava como doméstica na casa de Sérgio Hacker, prefeito de Tamandaré, e de sua esposa, Sari Corte. No momento em que a mãe, Mirtes Renata, saiu do apartamento para levar o cachorro para passear, Miguel Otávio teria chorado e clamado por seu nome. Imagens de câmeras de segurança do prédio registraram o momento em que Sari permite que o menino entre sozinho no elevador, e ainda aperta botões que parecem ser da cobertura do edifício.

Sozinho, Miguel desembarca no nono andar do prédio, onde teria escalado equipamentos de ar-condicionado e escorregado ao subir em uma grade de proteção. O menino caiu de uma altura de mais de 30 metros. De acordo com o site G1, após a tragédia, o prefeito de Tamandaré, marido de Sari Corte, se pronunciou sobre a morte de Miguel sob a guarda de sua esposa.

Prefeito diz que colaborará com a justiça

Ainda segundo o site G1, Sérgio Hacker é prefeito da cidade de Tamandaré, que fica há cerca de 114 km do Recife, no litoral sul do estado. A família manteria residência nos dois locais. No momento em que Mirtes Renata deixou o apartamento dos patrões para passear com o cachorro, deixou seu filho, Miguel Otávio, de apenas 5 anos, sob a guarda de Sari Corte, que estava na companhia de uma manicure no momento.

Após a queda de Miguel, a Polícia analisou as imagens das câmeras de segurança e prenderam Sari em flagrante por homicídio culposo.

A primeira-dama foi liberada da delegacia após pagar fiança. Através de nota publicada pela prefeitura de Tamandaré, o prefeito da cidade se manifestou sobre a morte de Miguel.

"A Prefeitura de Tamandaré, por meio de sua assessoria de imprensa, comunica que o Prefeito de Tamandaré/PE, Sérgio Hacker Corte Real se encontra profundamente abalado pelo fato já noticiado pela imprensa (lamentável perda do pequeno Miguel)", diz um trecho da nota. No documento, a assessoria de imprensa de Sérgio Hacker afirma que no momento oportuno o prefeito fornecerá informações aos órgãos competentes oficialmente.

Mãe de Miguel seria funcionária da prefeitura

Segundo informações do site UOL, o nome de Mirtes Renata constaria nos quadros de funcionários da prefeitura de Tamandaré. Através de nota, o Tribunal de Contas do Estado de Recife afirmou que estaria apurando a veracidade dos fatos. Caso a afirmação seja verídica, Sérgio Hacker deverá responder por crime de responsabilidade e infração político-administrativa. Nesses casos, pessoas que recebem algum tipo de pagamento com dinheiro público, sem prestarem serviços, são obrigadas a devolverem a quantia recebida.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!