Foi encontrado nesta segunda-feira (8), em Campos Sales, cidade que fica a 485 quilômetros de Fortaleza, no Ceará, o corpo de Antônio Pedro dos Santos, vulgo Pedão, de 30 anos. Ele é apontado como suspeito de ter matado, em 2018, o empresário Miguel Ferreira de Oliveira, na época com 50 anos, e que em 2011 havia ganhado na Mega-Sena.

De acordo com as primeiras informações, o suspeito foi morto a tiros junto com um rapaz de 20 anos, identificado como Antônio Paes de Souza. Nenhum suspeito foi detido até o momento e um inquérito foi aberto para apurar as causas do duplo homicídio.

O crime

Após ganhar o prêmio de 39 milhões de reais na Mega-Sena em 2011, Oliveira, que morava em São Paulo, decidiu voltar para Campos Sales, sua cidade de origem, onde passou a investir no ramo imobiliário.

Por lá ele ficou conhecido como o “Milionário da Mega-Sena”.

No dia 4 de fevereiro de 2008, Oliveira foi atingido por três disparos de arma de fogo enquanto estava em um bar da cidade e morreu no local. Apesar de na época as investigações não apontarem que o assassinato estivesse ligado com o prêmio, até hoje o caso não foi esclarecido e segue em segredo de Justiça. Até hoje o mandante e as motivações para o crime são desconhecidas.

Ainda de acordo com a Polícia, a vítima possuía histórico de desentendimentos com pessoas da cidade. De acordo com o delegado Bruno Fonseca, existem indícios de que exista uma mandante para a execução de Oliveira.

Chegou a ser preso

Logo após o crime, Antônio Pedro dos Santos, fugiu para a cidade de Bacabal, no Maranhão, e no ano passado retornou para Campos Sales.

A polícia recebeu denúncias anônimas e o encontro na casa de sua mãe. Ele ainda tentou escapar, mas foi capturado. Posteriormente ele conseguiu a liberdade por meio da expedição de um habeas corpus.

Após ser detido, o suspeito negou participação no assassinato do empresário e disse que havia se mudado para a cidade maranhense porque havia conseguido um emprego lá.

Detento foge durante trabalho de capinagem

Um detento que cumpria pena no Instituto Penal Professor Olavo Oliveira II (IPPOO II), localizado na cidade de Itaitinga, na Grande Fortaleza, aproveitou enquanto capinava a área externa do presídio para fugir. O caso aconteceu na tarde desta segunda-feira (8).

O detento foi identificado como Francisco Tiago de Sousa, de 34 anos, que estava escalado para realizar o serviço de manutenção naquele dia. A Secretaria da Administração Penitenciária não informou o crime o qual ele cumpria pena e nem o período de detenção.

Equipes de inteligência do órgão, com o apoio da Polícia Civil e Militar, realizaram diligência pela região na tentativa de recapturar o fugitivo.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!