A maioria dos casos de abusos e estupros cometidos contra crianças e adolescentes ocorrem dentro da própria casa e por pessoas que deviam zelar e cuidar dos mesmos, apontam os dados dos principais órgãos de segurança. Mais um desses tristes casos ocorreu no interior de São Paulo e dessa vez, o próprio irmão é acusado de cometer o crime contra uma menina, sua irmã.

Rapaz abusa de irmã dentro de casa

A Polícia de Itariri, em São Paulo, recebeu a denuncia nesta semana de um estupro cometido por um rapaz de 19 anos, contra a sua irmã, de oito anos. O crime teria ocorrido no dia 1 de julho, mas o boletim de ocorrência foi registrado somente agora, após a menina conseguir denunciar a situação para conselheiras tutelares.

Segundo a menina contou, o abuso ocorreu na área rural de Vale do Ribeiro, em uma sítio onde a família mora. Para as conselheiras, a criança contou que seu irmão estava em um banheiro e pediu que ela levasse papel higiênico para ele. Quando chegou ao local, o rapaz disse que era uma pegadinha e após trancar a porta, cometeu o estupro.

Tatiane dos Santos Davi de Martins, 43 anos, contou ao G1 que a menina relatou que sentia muita dor e chorava muito. A profissional contou que através de uma denuncia anônima, e que juntamente com outras duas colegas de profissão, foi até uma delegacia e nas consultas médicas com a mãe da menina.

Mãe denuncia filho por abuso

A conselheira contou que a mãe da menina registrou o B.O.

contra o filho e em seguida a menina foi encaminhada para o Instituto Médico Legal, onde exames constataram ferimentos na região íntima da criança, comprovando o abuso. A profissional contou que no sítio moram nove pessoas da mesma família e que a situação chocou a todos, principalmente a mãe dos envolvidos.

Quando ficou sabendo do abuso, a mulher custou a acreditar no depoimento da filha e ao voltar para casa disse para o filho que esperava que os exames dessem negativo. Quando a polícia chegou ao local, a mulher disse que não considera o rapaz mais como seu filho, pois isso não se faz com uma irmã.

Rapaz tentou desmentir a irmã

Segundo a conselheira, após o começo das investigações, o rapaz continuou normalmente na residência da família e tentou desmentir a criança, dizendo que era invenção da mesma. Alguns dias após a investigação começar, o rapaz foi para a casa de outro familiar, na mesma cidade.

Ele foi preso no dia 17 de julho, depois que os exames comprovaram a ocorrência do crime contra a menina. Ele foi localizado na casa de um parente e foi levado para uma unidade do Sistema Penitenciário. O suspeito está cumprindo prisão temporária acusado de estupro de vulnerável. O caso continua sendo investigado na delegacia de Itariri e a menina será encaminhada para tratamento psicológico.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Maternidade
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!