Em meio ao isolamento social para evitar o contágio do novo coronavírus, muitos profissionais da Música têm visto nas transmissões ao vivo uma maneira de continuar trabalhando e se manter próximo a seu público. Contudo, no último domingo (26), o show live do grupo de pagode Aglomerou acabou sendo interrompido por uma situação incomum: um tiroteio. Como já era de se esperar, a situação logo começou a repercutir nas redes sociais e viralizou rapidamente no Twitter.

A transmissão ao vivo estava acontecendo em Angra dos Reis, no litoral do Rio de Janeiro, local onde o grupo Aglomerou montou toda sua estrutura para o show, que estava sendo transmitido através do YouTube.

A live estava correndo normalmente, porém, tudo mudou quando, de repente, João Victor, vocalista da banda, acabou se dando conta de uma movimentação incomum no local e, diante disso, interrompeu a música.

Neste momento foi possível ver na live a chegada de alguns agentes da Polícia Civil, que chegaram a passar no local da transmissão com armas de fogo nas mãos. Logo em seguida foi possível escutar alguns barulhos de disparos de armas de fogo e até de helicópteros. Diante da situação, os integrantes da banda de pagode logo de abaixaram e saíram de frente das câmeras que transmitiam o show. Alguns minutos depois, a banda anunciou o cancelamento oficial do show live.

Banda tranquiliza fãs nas redes sociais

Horas depois do ocorrido, integrantes do grupo Aglomerou usaram o perfil da banda no Instagram para explicar aos fãs que estava tudo bem com todos eles. “Estamos bem”, começou o vocalista, explicando que estava ocorrendo uma operação policial em uma casa próxima ao local onde a transmissão estava sendo realizada.

Diante disso, ele voltou a afirmar: “está todo mundo bem”.

Além disso, João Victor ainda fez questão de esclarecer que o ocorrido nada tinha a ver com o espaço onde eles estavam, e também não houve nenhum problema com quem estava “dentro da live”. E mais, o cantor ainda anunciou que o show live da banda será remarcado, isso porque ele afirma que eles estavam “meio sem clima para fazer” a mesma.

Caso repercute no Twitter

A “invasão” dos policiais na transmissão ao vivo logo foi apagada do canal oficial do grupo Aglomerou no YouTube, contudo, a cena repercutiu rapidamente no Twitter. Diante do ocorrido, um internauta chegou a comentar dizendo que a cena representa mais o Brasil do que o futebol e o samba.

Outra, afirmou que estava assistindo ao show da banda ao vivo, tomou um susto e confessou achar que o pior aconteceria. Outra internauta ainda brincou com a situação afirmando ter adorado a calma do último integrante do grupo, que, ao final do vídeo, estava, nas palavras dela, “vindo como se nada tivesse acontecendo”.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Música
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!