Mais um caso triste de morte por coronavírus (covid-19). Uma Mulher chamada Patrícia Beatriz Albuquerque, de 38 anos, morreu depois de contrair o coronavírus. Ela veio a óbito em Goiânia, no último sábado (25).

O mais triste nesse caso, além da morte de Patrícia, é que ela havia dado à luz uma menina há pouco tempo. A bebê nasceu prematura e a mulher não teve a chance de a conhecer, pois teve de ser isolada por conta da doença.

Mulher morre de covid-19 sem conhecer a filha

Patrícia Albuquerque e o marido viviam em Mato Grosso do Sul, na cidade de Colíder. A mulher foi internada no dia 22 de junho, no dia seguinte a bebê, que foi batizada de Ana Beatriz Albuquerque Correa Porto, nasceu.

A recém-nascida nasceu prematura, com apenas 34 semanas de gestação, ela foi diagnosticada com o coronavírus, assim como Patrícia. A menina ficou por nove dias internada em observação, ela se recuperou da covid-19 e teve alta do hospital. Infelizmente Patrícia sofreu complicações da doença e veio a óbito sem conhecer a filha.

Após ter alta, a criança foi para casa com a tia, enquanto o pai estava acompanhando a mulher no hospital. O pai da recém nascida disse que ela se recuperou totalmente do coronavírus e lamentou a filha não ter podido conhecer a mãe.

Patrícia, que havia sido transferida para Goiânia para se tratar da doença, teve o corpo levado de volta ao Mato Grosso do Sul, onde será enterrada.

Mulher no Amazonas também morreu de covid-19 sem conhecer a filha

Infelizmente o caso de Patrícia Albuquerque não foi o primeiro. No Amazonas, uma mulher chamada Arícia Campelo, de apenas 28 anos, começou a apresentar sintomas do coronavírus quando estava com sete meses de gestação. Ela, ainda grávida, foi internada em um hospital.

Infelizmente o quadro de saúde de Arícia se agravou e ela teve de ser transferida as pressas para Manaus, lá, ela passou por um parto cesárea de emergência. Após dar à luz, a mulher apresentou melhora em seu quadro, mas alguns dias depois ela veio a óbito. Infelizmente também sem conhecer a filha recém nascida.

A mulher era casada com um jogador de futebol do Amazonas, eles tinham três filhos e ela sonhava em ter uma menina. A recém nascida teve de ficar na encubadora e segundo informações, passa bem.

Segundo a marido de Arícia, ela chegou a apresentar melhora no quadro de covid-19, mas como estava na UTI entubada, ela não pode ver a filha. Ainda de acordo com o marido dela, ela apresentou melhoras, mas logo sofreu paradas cardíacas e veio a óbito.

Emocionado, o marido de Arícia disse que ela se foi, mas deixou para ela uma sementinha que será muito bem cuidada. O Amazonas já ultrapassou as 2,6 mil mortes por coronavírus.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Mulher
Seguir
Siga a página Maternidade
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!