No fim da noite deste domingo (2), um acidente grave envolveu mais de vinte veículos no quilômetro 76 da BR-277, em São José dos Pinhais, no Paraná. Até o momento são oito mortos e pelo menos 26 pessoas feridas.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal e o Corpo de Bombeiros, que atenderam à ocorrência, o grave acidente foi causado pela quantidade de fumaça gerada por uma queimada, que acabou provocando uma forte neblina na rodovia.

O acidente

Em comunicado realizado pela equipe da Polícia Rodoviária Federal, devido à neblina que reduziu consideravelmente a visibilidade dos condutores, alguns carros acabaram colidindo.

Entre os envolvidos, alguns chegaram a sair dos veículos que ficaram parados sobre a pista. Um caminhão que vinha em direção aos carros não conseguiu frear e acabou atingindo tanto os veículos parados quanto pessoas que estavam no local do acidente.

Segundo informações do corpo de bombeiros, o acidente envolveu 22 veículos e, dentre eles, estavam uma viatura da Polícia Militar, cinco motos, quinze carros de passeio e um caminhão.

A colisão resultou na morte de oito pessoas, sete delas, sendo três mulheres e quatro homens, faleceram na hora, e a oitava vítima chegou a ser encaminhada para o hospital Universitário de Cajuru, porém, não resistiu aos ferimentos, vindo a óbito na instituição.

Coronel Samuel Prestes

Samuel Prestes, coronel do corpo de Bombeiros, relatou que, no momento do acidente, a concessionária estava tentando combater as queimadas nas encostas das estradas.

Quando o corpo de bombeiros foi acionado, o acidente tinha acabado de acontecer. A primeira viatura chegou ao local e, em seguida, foram acionadas outras equipes de emergência para auxiliar na ocorrência.

Em entrevista a GloboNews, Prestes disse que as mortes envolveram tanto condutores das motocicletas como pessoas que haviam deixado o carro após a colisão, devido à baixa visibilidade estes que deixaram os veículos, acabaram sendo atingidos por outros carros que seguiam na rodovia. A via precisou ser interditada mesmo sendo uma das principais que faz ligação ao aeroporto.

Feridos

O acidente com números impressionantes necessitou do atendimento de 10 ambulâncias e deixou 26 pessoas feridas. Destas, 20 apresentaram ferimentos leves.

Ainda de acordo com o coronel Prestes, as queimadas que levaram ao acidente acabaram se tornando algo comum nesta época do ano no estado do Paraná devido ao longo período de seca enfrentado.

O acidente não foi configurado como crime pela polícia, logo nenhum inquérito será aberto contra o motorista da carreta ou qualquer outro condutor. Foi um dano colateral das queimadas, de acordo com Prestes.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!