Um enterro fora dos padrões "normais" foi realizado em Niterói, no RJ, no início de agosto. Uma família decidiu reproduzir o sucesso do "meme do caixão", que viralizou no mundo, após um grupo de Gana aparecer dançando enquanto carrega um caixão. A família se inspirou no grupo que torna o momento de luto mais "animado" para atender um desejo do próprio falecido.

Filho

O filho do homem que foi enterrado se chama Rodrigo Lopes, ele postou um vídeo em suas redes sociais com a homenagem feita pela família.

Na postagem Rodrigo afirmou que o desejo de seu pai é que ninguém ficasse chorando no dia do enterro dele, e segundo ele estava ali o que o pai havia pedido.

O filho também declarou seu amor eterno, dizendo que amor de família seguia após a morte, para sempre, e desejou que o pai ficasse na paz de cristo.

O vídeo mostra a família carregando o caixão quando para em uma escada para cantar e dançar conforme o grupo de Gana reproduzido inclusive o mesmo som da música que marca os memes.

O homenageado

De acordo com relatos do jornal Extra, o homenageado é Milton Dias Martins. O homem tinha 69 anos e morreu em decorrência de uma cirrose hepática. A família é de São Gonçalo, e Milton foi enterrado no cemitério de Maruí, em Niterói.

O pai de Rodrigo estava internado no Hospital Municipal Carlos Tortelly, onde veio a óbito no dia 30 de julho. O enterro aconteceu dois dias depois, no sábado, dia 1°.

A filha

A irmã de Rodrigo e filha do falecido relataram que foi uma situação muito difícil, porém o pedido do pai era justamente este, e eles não tiveram escolha além de engolir o choro e fazer uma festa.

Lila Luciene frisou ainda que decisão foi uma forma de fazer com que o pai sentisse todo o amor da família e o respeito que carregam por ele.

Dançarinos de Gana

Uma das curiosidades que sempre rondou os internautas era de onde eles surgiram e quem são eles. Na verdade, os dançarinos do caixão trabalham em funerais, eles abordam as famílias dos falecidos e questionam se querem uma cerimônia mais tradicional ou mais animada.

Caso a família opte por um funeral mais descontraído, as cenas que viralizaram e arrancam gargalhadas de milhares de pessoas no mundo são o que realmente acontecem.

No país é normal que as despedidas sejam alegres e com danças e músicas, e muitas pessoas aderem à ideia para proporcionar uma viagem "diferente" aos entes queridos, e ainda geram empregos aos jovens locais, que fazem as apresentações.

A viralização nas redes ocorreu após alguém realizar a junção de cenas de perigo claro com o clipe dos dançarinos.

Siga a página Fofocas
Seguir
Siga a página Saúde
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!