Os profissionais de Saúde estão enfrentando um grande desafio no mundo inteiro ao ter que encarar de frente a pandemia do novo coronavírus, colocando a própria vida em risco para atender os pacientes diagnosticados com a doença.

Médico pega Covid-19 no Paraná

Um jovem médico de 32 anos é uma das mais novas vítimas fatais do novo vírus que se espalhou pelo Brasil. Lucas Pires Augusto foi diagnosticado com a doença e antes de ser levado para uma Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Maringá, norte do Paraná, fez uma postagem emocionante nas redes sociais.

O médico usou seu perfil para dizer que estava sendo levado para a UTI, pois seu quadro havia se agravado por causa da Covid-19.

Ele disse que ficaria incomunicável e que já agradecia as orações dos amigos. "Peguei essa doença fazendo o que amo, cuidando dos meus pacientes com amor e dedicação", disse.

Ele continuou dizendo que faria tudo novamente e deixou uma postagem bíblica dizendo que Deus é soberano sobre todas as coisas e que os propósitos e caminhos são sempre justos e perfeitos. Ele terminou escrevendo que no final das coisas todas as coisas contribuem para o bem daqueles que amam a Deus e são chamados pelo seu propósito.

Falecimento do jovem médico

O neurocirurgião estava trabalhando na linha de frente no combate ao coronavírus no Instituto de Saúde de Bom Jesus, em Ivaiporã, e faleceu no sábado (8), após não resistir ao vírus.

Ele era casado e deixou dois filhos pequenos.

No ano de 2018, Lucas Augusto participou da cirurgia realizada para separar as gêmeas siamesas Maria Ysabelle e Maria Ysadora, no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, em São Paulo. A intervenção cirúrgica teve o comando do neurocirurgião e professor Hélio Rubens Machado e ocorreu em cinco etapas, com profissionais norte-americanos e uma equipe da USP.

Despedidas ao médico Lucas Augusto

Amigos do médico Lucas Augusto fizeram questão de usar as redes sociais para lamentar a morte do rapaz e fazer uma homenagem ao mesmo. Valéria Cristina Scavasine, colega de faculdade de Lucas, fez uma postagem direcionada à família do rapaz.

Ela estava pedindo orações em seu perfil para que o mesmo conseguisse vencer a doença e na postagem falou para os pequenos Benjamim e Isabela que o pai deles tinha ido para perto de Deus, mas que deixava a terra como um herói.

Ela pediu que as crianças jamais esqueçam que o médico perdeu a vida por amor á profissão e por cuidar de outras vidas.

Valéria disse que as crianças tinha ganhado 88 padrinhos e madrinhas, que era a turma do médico na faculdade e que havia se unido para manter viva a memória do brilhante colega. A mulher disse que o coração de Lucas continuava batendo nos filhos e como forma de honrá-lo, sua família passava a ser família da turma. A mulher disse para a família contar com eles, nem que seja para ouvir as histórias contava com alegria.

Notas de pesar pela morte do médico

O Instituto de Saúde Bom Jesus lançou uma nota lamentando a morte do neurocirurgião, que tinha deixado amigos e colegas pela sua passagem por Ivaiporã, que foi encurtada por uma fatalidade.

Eles disseram que o rapaz era um exemplo de grande dedicação profissional. O CRM do Paraná também lançou uma nota e lamentou a do médico que deixou a esposa, também médica, e os dois filhos pequenos.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Saúde
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!