Nos últimos dias viralizou nas redes sociais um vídeo mostrando o momento em que um motoboy era humilhado por um morador de um condomínio de luxo de Valinhos, em São Paulo. Matheus Pires Barbosa, 19 anos, foi humilhado e vítima de racismo praticado por Mateus Abreu Almeida Prado Couto durante uma entrega para um aplicativo de comida.

Motoboy recebe apoio após humilhação

O caso ocorreu no dia 31 de julho, mas a gravação se tornou viral na última sexta-feira (07). Nas imagens, o rapaz chama o motoboy de lixo e diz que ele é semi analfabeto, que não tem onde morar e que ele tem inveja da cor de sua pele.

Segundo Matheus o rapaz ainda o chamou de macaco e cuspiu no mesmo.

O vídeo comoveu e revoltou os internautas, que moveram uma corrente do bem para o rapaz. Luciano Huck ficou sabendo do ocorrido e prometeu uma moto nova para o rapaz, assim como o comediante Matheus Ceará. Em uma rede social, Ceará disse que a cena o comoveu e fez lembrar de quando chegou em Campinas e vendeu trufas de porta em porta. Segundo ele, na época, chegaram a chamar a Polícia para ele e o trataram como bandido.

Motoboy recebe ajuda financeira

Além das duas motos recebidas de Luciano Huck e de Ceará, o site Razões Para Acreditar criou uma vaquinha online com a intenção de arrecadar 100 mil reais para que o rapaz se mantivesse durante a pandemia e investisse em sua formação na área de mídias sociais, que é o que gosta.

Com uma semana, a vaquinha conseguiu arrecadar R$ 197 mil, quase o dobro do que esperavam a princípio. Vale lembrar que Matheus mora com um amigo, com quem divide o aluguel e as despesas. O motoboy recebeu também um notebook novo para voltar a trabalhar na área de mídias sociais.

O rapaz estava trabalhando com entregas de comida por aplicativos há um mês.

Antes disso, ele trabalhava com edição de vídeos e como social media, mas perdeu o emprego na pandemia e foi trabalhar como motoboy para se sustentar.

Além de tudo isso, Matheus recebeu uma proposta de emprego para trabalhar na área em que gosta, em uma das maiores agências de marketing do mundo, com sede em São Paulo. Ele trabalhará ao lado do publicitário Rapha Avellar, com quem já trocava mensagens por redes sociais desde 2018.

O CEO ofereceu ao rapaz uma bolsa de estudos de 100% para estudar marketing em uma escola fundada por ele.

Matheus Pires, que antes do vídeo viralizar contava com 300 seguidores em seu perfil do Instagram, conta hoje com mais de 2 milhões de seguidores. Ele contou ao site que organizou a vaquinha que pretende usar a metade do dinheiro para dar entrada em um apartamento e guardar o resto para aplicar e ajudar a mãe.

Ele contou que tem recebido muitas mensagens de pessoas querendo usar o seu Instagram para fazer divulgações e propostas para trabalhar como social media, visto que ele tem uma boa oratória. Ele disse que está surpreso ao receber mensagens e conversar com pessoas famosas que ele admira, como Neymar, Luciano Huck, Melin, Thiago Galhardo e Alok.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Relacionamento
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!