O caso do assassinato do pastor Anderson do Carmo, marido da deputada federal Flordelis, que é uma das suspeitas do crime, ganhou mais um capítulo. Na madrugada da última sexta-feira (4), uma bomba caseira foi jogada na casa de uma testemunha da morte de Anderson.

A testemunha é Regiane Rabelo, uma empresária que prestou depoimento ao longo da investigação da morte do pastor. A empresária mora em Itapuaçu, no Rio de Janeiro.

Bomba foi jogada à meia-noite

De acordo com Regiane, a bomba foi jogada em sua casa por volta da meia-noite da última sexta-feira (4) e atingiu um corredor na área externa da residência.

No momento em que a bomba caseira foi jogada, a empresária e o marido estavam no local.

Eles foram até a Delegacia de Homicídios de Niterói, que também é responsável pela investigação do assassinato do marido de Flordelis, e fizeram o boletim de ocorrência.

Ainda na manhã de sexta-feira, a perícia do local foi feita, a Polícia coletou imagens de câmeras de segurança para tentar identificar o autor do ataque à residência da empresária.

Suspeita de retaliação

A empresária é uma das testemunhas na morte do pastor Anderson, crime ao qual a deputada federal Flordelis é suspeita de ser a mandante. Regiane disse que para ela isso foi uma retaliação, uma maneira de a fazer se calar, já que ela denunciou a deputada e outros membros da família.

De acordo com Regiane, ela se assustou no momento do ataque, mas que isso passou e que ela não vai se calar. A empresária ainda contou que a mãe de sua vizinha se jogou no chão com o barulho da bomba.

Para quem não sabe, Regiane é ex-patroa de um dos filhos adotivos de Flordelis que está preso sob acusação de ter participado no crime que resultou a morte do pastor Anderson, Lucas Cézar dos Santos Souza.

Filho de Flordelis é transferido para penitenciária

Outro filho de Flordelis que também está preso é Flávio dos Santos Rodrigues, ele foi transferido para o presídio de Bangu I, no complexo de Gericíno, zona oeste do Rio de Janeiro.

Lucas e Flávio, filhos de Flordelis, estão presos sob acusação de terem participado do crime que resultou na morte do pastor Anderson.

Lucas é acusado de ter ajudado a conseguir a arma do crime, já Flávio é acusado de ser o executor dos disparos.

Morte do pastor Anderson

Em junho de 2019. o pastor Anderson, marido da deputada Flordelis foi assassinado dentro da residência onde vivia com a deputada e parte dos 55 filhos.

Em uma busca feita pela polícia, foi encontrada a arma do crime dentro de um armário da casa, além de um edredom manchado de sangue e de uma fogueira onde foram queimados objetos.

A deputada federal não está presa, mas é a principal suspeita da mentoria do crime contra o pastor.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!