Na Simonésia, em Minas Gerais, a briga por causa do preço de uma coxinha terminou com a morte de um homem de 52 anos, na última sexta-feira (4). O desentendimento aconteceu no próprio bar dele, que fica localizado na comunidade de São Simão do Rio Preto.

De acordo com informações passadas pela Polícia Militar ao site G1, o dono do estabelecimento e um cliente deram início a uma discussão por causa do valor do salgado. O dono afirmava que a coxinha estava custando o valor de R$ 3, contudo, o cliente retrucava dizendo que o valor seria R$ 2,50.

Ainda segundo a polícia, o dono do bar teria se sentido ofendido com as acusações feitas por seu cliente e, em determinado momento da discussão acabou se armando com um pedaço de madeira.

Contudo, ele não chegou a agredir o cliente fisicamente, isso porque teria sido impedido por algumas pessoas que estavam presentes no local.

Depois disso, o cliente teria retirado uma arma branca da cintura e partido para cima do proprietário do bar. Neste momento, o homem tentou pegar novamente o pedaço de madeira, porém, não conseguiu. Ainda segundo informações passadas pelos policiais, durante a briga o proprietário foi atingido com uma facada nas costas e no pescoço. Ferido, ele ainda tentou correr do local, mas acabou caindo a cerca de 50 metros do bar. Após o crime, a perícia da Polícia Civil foi comunicada e o suspeito fugiu do local em uma moto. Ele segue sendo procurado pela Polícia Militar.

Briga por R$150 reais acaba em morte

Na última quinta-feira (3), uma briga por causa de uma dívida de R$ 150 acabou resultando na morte de um estudante de 18 anos, em Guaianases, na zona leste de São Paulo. O caso foi registrado no 53º Distrito Policial de Parque do Carmo. De acordo com a Polícia Militar, por volta das 18h, eles foram acionados para atender uma ocorrência na rua Labor.

Chegando lá, eles afirmam ter encontrado diversas pessoas xingando e ameaçando uma jovem de 21 anos, que teria tirado a vida do estudante.

Estudante cobrou, xingou e ameaçou a jovem

De acordo com informações passadas por testemunhas, a mulher teria passado em frente à casa do estudante, e o mesmo a chamou para cobrar a dívida de R$ 150, que seria do irmão dela.

Segundo informações do boletim de ocorrência, durante a conversa, ele teria ameaçado a mulher e começado a correr atrás delas. Eles começaram então a brigar no chão. Depois disso, o estudante até chegou a ser levado a uma unidade hospitalar, contudo, já chegou sem vida ao local, isso após ter sofrido uma parada cardiorrespiratória.

O caso foi registrado como morte suspeita e segue sob investigação da Polícia Civil. As informações foram divulgadas em primeira mão pela FolhaPress.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!