Uma história triste e emocionante aconteceu com um Policial Militar. José Renato dos Santos cumpriu seu plantão em mais uma noite comum de trabalho. Durante seu turno, a equipe policial recebeu a informação de uma ocorrência no qual um carro e uma moto haviam se envolvido em um acidente grave que resultou em uma morte.

Domingo

O acidente ocorreu na noite do último domingo (11), por volta das 21h, em Tupã, no interior de São Paulo. A grande surpresa na vida do policial José é que a vítima fatal era o seu irmão caçula.

Rogério tem um irmão gêmeo e durante o último domingo eles comemoraram aniversário ao lado de familiares em uma chácara da família.

Os irmãos completaram 44 anos no dia 7 de outubro.

O policial Santos também estava presente na confraternização, no entanto, ele acabou deixando o local mais cedo devido ao turno que iniciaria mais tarde. Apesar da saída de Santos, os familiares permaneceram no local em comemoração.

O acidente

Já no fim de domingo, Rogério e sua esposa decidiram dormir na chácara, no entanto, ele decidiu ir até a sua casa buscar alguns pertences. Fabiana Alessandra permaneceu na chácara enquanto seu marido se dirigiu até a residência que ficava próxima, cerca de três quilômetros de distância. Foi neste trajeto que o trágico acidente ocorreu.

Relatos do PM

Segundo informações reveladas ao UOL, Santos relatou que a rádio regional informou que havia acontecido um capotamento.

A notícia fez com que a equipe policial se dirigisse ao local.

Santos revelou ainda que ao chegar no local do acidente ele avistou a moto completamente destruída, o que fez com que ele "soubesse" que o condutor não teria sobrevivido baseado em sua longa experiência.

Além dos agentes policiais, uma equipe do Corpo de Bombeiros também se dirigiu ao local e em um trabalho de equipe iniciaram as buscas na tentativa de encontrar o motociclista.

Santos fazia parte do grupo de buscas. Ao se aproximar da moto para pegar o número da placa para consulta, ele teve um grande baque, a moto estava registrada no nome de sua cunhada.

Santos diz que no momento em que ele conferiu o endereço o desespero bateu, pois as únicas pessoas que utilizavam a motocicleta eram seu irmão e sua cunhada.

Em um ato de total desespero, o policial tentou entrar em contato com o seu irmão, no entanto as tentativas foram fracassadas. Em seguida ele ligou para a cunhada, e ao conversar com ela finalmente percebeu que a vítima fatal era realmente o seu irmão.

O motorista do carro não teve a identidade revelada. O homem fugiu do local após o acidente e acabou se apresentando na delegacia no dia seguinte.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!