A pandemia do novo coronavírus surgiu na China e tempos depois já estava em todas as partes do mundo inteiro. Após meses enfrentando a doença, hoje já se sabe que não são apenas os grupos de risco que estão perdendo a vida para o vírus, mas que ele está ceifando vidas de pessoas de todas as idades, raças e classes sociais.

Adolescente morre de Covid-19

O Colégio Pedro II é uma das escolas mais antigas e tradicionais do Rio de Janeiro e por isso mesmo conhecida por grande parte da população carioca. Uma notícia triste envolvendo um dos alunos da instituição levou tristeza para muitos pais, alunos e professores do colégio.

Faleceu nesta segunda-feira (21) o aluno Eduardo Leal Keller, de 13 anos, aluno do 7º ano do campus Humaitá. O estudante estava internado no Hospital Universitário Pedro Ernesto, em Vila Isabel, há uma semana desde que foi diagnosticado com Covid-19. O menino chegou a ser entubado em uma unidade de terapia intensiva (UTI) pediátrica durante este período, chegando até a fazer diálise, mas não resistiu à doença, após seu estado de Saúde se agravar.

Colégio presta homenagem ao estudante

O Colégio Pedro II - Campus Humaitá II prestou uma homenagem ao aluno nas redes sociais. Eles postaram uma foto em que Eduardo posa com uma beca e segurando um canudo de formatura. Eles escreveram na foto: "Saudades, pequena estrela."

Na legenda da publicação, a escola disse que o destino tem a prerrogativa de aplicar golpes nas pessoas, que são atingidas com lágrimas de felicidade ao nascer uma pessoa e com lágrimas de tristeza nas despedidas.

Segundo a postagem, esse é o início e fim, a entrada e a saída, a vida e a morte, o renascer para uma vida diferente do que conhecemos.

O colégio disse que o querido Eduardo havia deixado a todos e que o aluno estudava na turma 701. De acordo com o texto, Eduardo deixará mais do que saudades, mas lembranças boas em quem conviveu com ele. Eles disseram que seus colegas de classe lembrarão dos mesmo em que intervinha nas aulas, ou mesmo no refeitório, nos momentos de educação física, ou em qualquer lugar em que esteve no ambiente escolar.

Para eles, a passagem do garoto foi breve, mas marcante, deixando marcas no colégio. A escola desejou que a tristeza pela sua morte seja acompanhada das lembranças dos belos momentos em que passaram em sua companhia. Eles disseram que o menino será bem recebido, onde quer que esteja indo, e que sua caminhada será de luz. Eles terminaram a publicação dizendo que Eduardo levou consigo o brilho que possuía, além do uniforme do colégio e a tabuada decorada na ponta da língua.

Comentários na postagem do colégio

Muitos seguidores fizeram questão de comentar a publicação do Colégio Pedro II sobre a morte de Eduardo. Uma seguidora disse que mesmo sem conhecer a criança, as outras mães sofrem junto, e desejou que a família tenha forças para suportar essa perda tão triste.

Uma coleguinha disse que o menino era uma pessoa incrível, que sempre fazia as pessoas rirem. Ela disse que a volta para casa era sempre melhor ao lado do amigo e que se lembrará dele para sempre com todo o carinho do mundo.

Outra estudante disse que Dudu vai deixar saudades e que aposta que ele está em um lugar melhor e sempre sorrindo, e terminou dizendo que o ama. Outra seguidora escreveu: "Muito triste! O “menino”, querido por tantos, com uma vida para viver.

Que ele descanse em paz, e os familiares tenham força para viver com tamanha perda".

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Saúde
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!